Corumbá realiza nessa terça seminário sobre saúde e atendimento à mulher

A Prefeitura de Corumbá realiza nessa terça-feira, 28 de maio, o seminário “Saúde da Mulher: diálogos estratégicos de enfrentamento à violência”, que vai permitir debater estratégias em saúde visando ações para combater a violência contra as mulheres pantaneiras. O evento acontece no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez, com abertura às 08 horas.

O seminário está a cargo das secretarias de Assistência Social e Cidadania e de Saúde, sob a coordenação da Gerência de Políticas para a Mulher e vai marcar as ações do Dia Nacional de Mobilização pela Saúde da Mulher. O evento terá participação da assessora da Área Técnica de Saúde da Mulher, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas, da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Cláudia Araújo de Lima.

A pedagoga participará do painel “O papel da Rede Intersetorial de Enfrentamento à violência contra a mulher para a sociedade brasileira”. Nesta segunda-feira, ela e a subsecretária da Mulher e da Promoção da Cidadania de Mato Grosso do Sul, Elza Maria Verlangieri Loschi (Tai Loschi), se reuniram com o prefeito Paulo Duarte e apresentaram alguns dos pontos que serão debatidos durante o seminário.

A atuação conjunta entre o governo Municipal, Estadual e Federal foi o principal tema abordado durante o encontro. Segundo Cláudia Araújo, o trabalho realizado em Corumbá “pode servir de espelho” para outras cidades de fronteira. O município pode ser o primeiro do País a receber a Casa da Mulher Brasileira, uma centro de atendimento onde a vítima de violência receberá todos os encaminhamentos necessários na área da saúde, assistência e jurídica.

De acordo com a subsecretária da Mulher e da Promoção da Cidadania do Estado, foram registrados 17 mil boletins de ocorrência tendo a mulher como vítima só em 2012. “Em 2011, o Mato Grosso do Sul era o 18º colocado no ranking nacional de atendimento pelo telefone 180. Em 2012 saltamos para a 5º posição”, completou.

Para o prefeito de Corumbá, a situação diferenciada da região requer uma atenção especial de todo o Poder Público e da própria sociedade. “Vamos fazer parcerias, dar todo apoio necessário para combater esse crime. Trabalhamos desde o primeiro dia da Administração nessa vertente. Aqui temos as mulheres como protagonistas”, comentou Paulo Duarte, ao elencar as diversas ocupantes dos cargos de primeiro escalão.

“Temos que trabalhar de forma integrada, não só para combater essa violência, mas para evitá-la. E esse é um papel fundamental do Seminário: formar multiplicadores desse ideal e apresentar à sociedade as Leis que amparam as mulheres”, destacou. O evento acontece durante toda a terça-feira.

Programação

Além do painel com participação da pedagoga do Ministério da Saúde, está programado um segundo sobre “A estrutura em rede para o enfrentamento da violência contra a mulher no Município de Corumbá”, a cargo da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, e “Ações em Saúde e o atendimento às mulheres em situação de violência no Município de Corumbá”, sob responsabilidade da Secretaria de Saúde.

Na parte da tarde está programa oficina de trabalho que reunirá a rede de atendimento, técnicos, convidados, conselhos da saúde e da mulher, além de instituições que atuam na área. Representantes das cidades fronteiras da Bolívia e também de Ladário, foram convidados para participar do evento.

A oficina vai tratar das estratégias para o enfrentamento da violência contra a mulher em Corumbá 2013/2014; plano integrado de enfrentamento à violência contra a mulher, além de uma proposta de agenda anual de trabalho, ações e metas a serem alcançadas.