Cinquenta e três militares de Corumbá integrarão força de paz no Haiti

Nesta quarta-feira, 29 de maio, comemora-se o Dia Internacional dos Mantenedores da Paz da ONU (Organização das Nações Unidas). Em Corumbá, a data foi celebrada no 17º Batalhão de Fronteira e marcou a despedida dos 53 militares da região que vão integrar as Forças de Paz no Haiti. O embarque acontece no dia 01º de junho.

Durante a cerimônia, o prefeito Paulo Duarte entregou uma bandeira da cidade para a tropa que deixa o País. “São homens valorosos que muito orgulham Corumbá e Ladário. Tenho certeza que terão uma experiência inesquecível e muito rica. Vocês são pessoas abnegadas e que não estão simplesmente passando pela vida”, comentou o prefeito.

“Os senhores, definitivamente, ficarão na história, não só de cada um vocês, mas do Brasil, do Exército Brasileiro. Essa missão no Haiti é uma missão de paz e, com certeza, os senhores, como todo o Exército Brasileiro, serão muito bem recebidos lá”, continuou. Paulo Duarte ainda fez questão de confirmar presença no retorno da tropa para casa.

“Quero desejar sorte, que Deus os acompanhe nessa caminhada e que olhe também pelas famílias dos senhores. Como prefeito de Corumbá, é um orgulho muito grande tê-los nessa missão. E quero pedir autorização do general: quando retornarem faço questão de vir aqui recebê-los e agradecê-los em nome de toda a população”, completou.

O comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, general de brigada Pedro Paulo de Mello Braga, também destacou a presença do Exercito junto à ONU. “Hoje temos a alegria de comemorar o Dia Internacional dos Mantenedores da Paz e também a grande oportunidade, dentro dessa comemoração, de marcar o envio por nossos soldados formados na guarnição de Corumbá, com integrantes também nascidos em Ladário, para mais uma missão no Haiti”.

“Como bem ressaltou o prefeito, não é só uma missão. Vocês são o 18º contingente de homens e mulheres que cumprem missão precisamente no Haiti. A bandeira que carregam tem a responsabilidade de uma história e, principalmente, da formação de uma Força Armada capaz de cumprir essa missão de paz”, completou o comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira.

Peacekeepers

O Dia Internacional dos Mantenedores da Paz – Peacekeepers – faz referência ao dia 29 de maio de 1948, quando o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas autorizou, pela primeira vez, uma operação de manutenção da paz. A mobilização se deu na Palestina após o cessar-fogo da guerra árabe-israelense. A partir daí, um grande esforço foi empregado em busca de soluções pacíficas para os conflitos internacionais.

O Brasil participa das missões de paz da ONU desde 1956, quando enviou tropas para Suez, no Egito. Em Brasília, a solenidade de homenagem aos Peacekeepers entrou para o calendário anual desde 2008, com sua realização organizada através do rodízio entre as Forças Armadas.