Prefeitura abre sindicância para apurar caso de agressão em criança

A administração municipal, por meio da Secretaria de Educação de Corumbá, instaurou um processo de sindicância junto à Procuradoria Geral do Município a fim de averiguar se houve ou não negligência de algum professor ou funcionário no caso da criança que foi agredida por um colega de classe no ultimo dia 27 de março, na Creche Inocência Cambará.

 

A menina, de 1 ano e 7 meses, foi mordida por um coleguinha no rosto, braço e orelha, recebeu os primeiros-socorros ainda na creche e em seguida foi encaminhada à mãe, que a levou ao Pronto-Socorro, onde foi rapidamente liberada.

 

A comissão que irá conduzir o processo administrativo será composta por um representante da Procuradoria e três da Secretaria de Educação e terá um prazo de 30 dias para chegar a alguma conclusão a respeito do incidente. Para isso, serão ouvidos as mães das duas crianças  diretamente envolvidas, além de professores, funcionários e pais de outros alunos da creche.

 

Segundo a Secretária de Educação, Roseane Limoeiro, caso seja apurada negligência, omissão e outras falhas do responsável pelas crianças, a punição pode variar de uma simples advertência à exoneração do servidor.  “Algo grave assim não poderia ter acontecido jamais. Mas infelizmente aconteceu, por isso estamos trabalhando para que esse incidente sirva de alerta e que coisas desse tipo não se repitam”, disse Roseane.

 

Ela destacou também que os funcionários da Secretaria de Educação visitam diariamente todas as 9 creches e dois centros e educação infantil da Rede Municipal de Ensino (REME). “Posso afirmar que a Inocência Cambará e todas as demais creches da REME tem feito um trabalho digno da confiança de todos os pais. Queremos continuar sendo merecedores dessa confiança”, acrescentou a secretária, que se reúne na tarde desta segunda-feira com os diretores de todas as creches para tratar deste e de outros assuntos.

 

Assistência às famílias

 

Nesta segunda-feira, 1, Roseane Limoeiro e duas psicólogas do Núcleo de Educação Infantil estiveram na Creche Inocência Cambará, onde conversaram com as mães das duas crianças.

 

Ambas as mães aprovaram as rápidas e enérgicas medidas da Secretaria de Educação e irão manter os filhos na creche Inocência Cambará, que há 20 anos atende mais de 150 crianças de 0 a 5 anos.

 

A representante do Conselho Tutelar de Corumbá, Elisângela da Silva Santana, também esteve presente na reunião mas, diante da rápida e eficaz ação da Secretaria, optou por não registrar nenhuma ocorrência. “A administração pública prontamente tomou todas as medidas cabíveis, por isso resta ao Conselho Tutelar apenas acompanhar as famílias”, elogiou.

 

A Secretaria de Educação também está disponibilizando psicólogos para as duas famílias. “Vamos trabalhar o acolhimento, o carinho e a atenção às crianças e pais. Já fazemos um trabalho preventivo, foi um incidente isolado e é preciso resgatar a parceria com eles e a confiança no trabalho”, explicou a psicóloga Márcia Julio Barbosa, coordenadora do Núcleo de Educação Infantil.

 

Novas vagas

 

A secretária aproveitou a ocasião para informar que ainda neste ano 1200 novas vagas serão criadas na creche e pré-escola da parte alta da cidade. “Serão três novas unidades, uma delas com previsão de inauguração já para agosto”, disse.

 

E para Roseane, a Secretaria trabalha para que a ampliação da rede infantil de Corumbá não pare por aí: “enviamos propostas ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e ao Ministério da Educação para a construção de mais uma escola e duas creches. Já temos inclusive a dominialidade (terreno)”, revelou.