Donos de embarcações abandonadas serão notificados pela Prefeitura

A Prefeitura vai notificar os proprietários das embarcações abandonadas na Prainha Vermelha, em frente ao Moinho Cultural Sul Americano, e exigir a retirada desses barcos do local. A medida foi definida nesta quarta-feira (24), depois de uma vistoria feita pelo prefeito Paulo Duarte na região. “Vamos limpar, cuidar, dar manutenção e, o mais importante, estabelecer regras para todos os usuários”, afirmou o chefe do Executivo municipal.

O objetivo é transformar toda a orla portuária em ponto turístico, ao mesmo tempo que a utilização econômica desses espaços é valorizada. “Começamos pela limpeza da vegetação e agora vamos partir para a notificação dessas embarcações. Depois faremos a revitalização de toda essa área. Vamos transformar esse espaço em um dos principais cartões postais de Corumbá”, continuou o prefeito, destacando a importância da conservação dos equipamentos públicos.

“Toda a população precisa estar envolvida nesse processo. Não adianta só a Prefeitura fazer a parte dela”, continuou. Paulo Duarte também ressaltou a participação da comunidade na elaboração do projeto urbanístico. “A nossa forma de administrar é essa: indo aos locais, conversando com as pessoas e ouvindo as demandas de quem conhece e vive diariamente essa realidade. Nada será feito sem ouvir a comunidade”, complementou.

O prefeito ainda anunciou que o gerenciamento da orla portuária será feito pela Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico. “De imediato, precisamos fazer uma grande limpeza. Eliminar o mato, as sucatas e o estaleiro montado aqui”, detalhou a diretora-presidente da pasta, Maria Clara Scardini. Segundo empresários que atuam na área, a condição da Prainha Vermelha é a mesma há décadas.

“Antes nós atracávamos no Porto Geral. Depois, há mais ou menos 12 anos atrás, fomos trazidos para cá. De lá pra cá, muito pouca coisa mudou”, contou J. Lopes, proprietário de uma das lanchas aportadas ali. “São uns 15 barcos de passageiros que usam a Prainha Vermelha todos os dias. Hoje, um dos nossos problemas, é essa antiga captação, que atrapalha demais o embarque e desembarque”, completou o empresário.