Campanha de vacinação contra gripe prorrogada até dia 10 em Corumbá

A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza foi prorrogada até o dia 10 de maio em Corumbá. É o que informa a Secretaria de Saúde da Prefeitura e a decisão foi tomada justamente pelo fato de que, antes da abertura da imunização, vândalos arrombaram e desligaram o relógio de energia do almoxarifado central, causando perda de 18 mil doses que estavam no refrigerador, além de outros medicamentos. A campanha se encerraria amanhã, dia 26.

 

“Na semana passada, antes do Dia D, recebemos cinco mil doses e ontem (quarta-feira) chegaram mais cinco mil doses que já foram distribuídas aos postos de vacinação, nas unidades que contam com vacinadores”, explicou Wangley Campos, chefe do setor de imunização da secretaria.

 

Ele observou que a prorrogação se deve ao fato de que a quantidade de doses disponibilizada, não é suficiente para atender a demanda. Como se sabe, a meta é imunizar 16,7 mil pessoas e, até o momento, foram disponibilizadas ao público alvo, 12 mil doses.

 

“Antes do problema de vandalismo no almoxarifado, havíamos distribuído duas mil doses. Como o local ficou sem energia, o restante dos dois lotes enviados pelo Ministério de Saúde, foi perdido. Recebemos cinco mil doses antes do Dia D, o que foi suficiente até terça-feira. Na quarta chegaram mais cinco mil e estamos esperando mais doses para o início da próxima semana”, explicou.

 

Locais

 

Para quem ainda não foi imunizado, a Prefeitura disponibilizou nove unidades de saúde distribuídas em pontos estratégicos da cidade: Centro de Saúde da Ladeira, no período das 07 as 11 e das 13 às 17 horas; Gastão de Oliveira, das 07 as 11 e das 13 às 17 horas; Vitória Régia, das 07 as 11 e das 13 às 17 horas; Fernando Moutinho, das 07 as 11 e das 13 às 17 horas; Breno de Medeiros, das 07 às 11 horas; Nova Corumbá, das 13 às 17 horas; Enio Cunha, das 07 as 11 e das 13 às 17 horas; São Bartolomeu, das 07 as 11 e das 13 às 17 horas, e no Dom Bosco, no período das 07 às 11 horas.

 

As unidades do Gastão de Oliveira, no Maria Leite, e Fernando Moutinho, no Cristo Redentor, no entanto, estão com as salas de vacinação inativas até terça-feira, 30 de abril. É que as vacinadoras estão atendendo o programa social Povo das Águas. Dessa forma, as pessoas devem procurar as unidades mais próximas.

 

A meta é vacinar 2.994 crianças, 2.155 trabalhadores em saúde, 1.497 gestantes, 246 puérperas, 9.729 idosos e 165 indígenas que serão imunizados pela Secretaria Especial de Saúde Indígena.