Região da Nova Corumbá se torna um problema para a saúde pública

Com números considerados alarmantes (69 notificações de dengue somente na nona semana epidemiológica), o Bairro da Nova Corumbá está causando grande preocupação ao setor de saúde pública, especialmente duas localidades com reincidência de casos, e com moradores dificultando a entrada de agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, para realizar a devida limpeza, visando eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

 

A revelação foi feita na manhã desta quinta-feira, 07, pela supervisora de Núcleo de Controle de Zoonoses do CCZ, bióloga Grace Bastos. Ela, ao lado dos agentes de endemias e comunitários de saúde, e da enfermeira Thais Fernandes, da Unidade de Saúde da Família Paulo Maisato, da Nova Corumbá, visitaram as duas regiões consideradas preocupantes e, mais uma vez encontraram dificuldades para realizar o trabalho.

 

“Os moradores estão dificultando as ações dos nossos agentes e dos agentes de saúde”, revelou Grace. “São duas quadras que estão com números preocupantes, inclusive com 12 casos positivos. Mesmo assim, não estamos tendo a colaboração dos moradores”, comentou, anunciando para esta tarde, com apoio de um chaveiro e de fiscal da vigilância sanitária, que as equipes vão entrar em um imóvel habitado, mas que fica constantemente fechado.

 

“Tem gente morando nesta casa, mas não conseguimos entrar, por mais que tentemos. Vamos ter que pedir auxílio de um chaveiro e com a presença de um fiscal, entrar no imóvel para fazer a limpeza. Sabemos que há focos no local e com caso positivo”, disse, preocupada. O imóvel em questão fica na Rua Paraíba, quadra 16, casa 25, e a vistoria acontece por volta das 16 horas desta quinta-feira.

 

Segundo Grace, as quadras 15 e 16 são as grandes preocupações. “Tivemos seis casos positivos e agora, mais seis foram confirmados. Há inclusive reincidência. Os moradores devem colaborar e nos apoiar para eliminarmos estes focos e livrar a Nova Corumbá da doença”, reivindicou.

 

A enfermeira Thais Fernandes confirmou que a situação da Nova Corumbá é delicada. “São 69 casos somente na semana epidemiológica 09 e, hoje, das 07 às 09 horas, tivemos três notificações somente da quadra 15. Isto em apenas duas horas. Temos também problemas na quadra 16. Os moradores estão dificultando o acesso dos agentes. Existem imóveis sujos, com focos, fezes de cachorro, inclusive, e nossa preocupação não é apenas com a dengue, mas também com a leishmaniose e outras doenças”, comentou, preocupada.