Curso de inclusão digital atende moradores de Albuquerque

Moradores do distrito de Albuquerque, localizado cerca de 70 quilômetros da área urbana de Corumbá, concluíram nesta terça-feira (26) o curso de Inclusão Digital Rural oferecido pela Prefeitura, Sindicato Rural e o Senar-MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso do Sul). A capacitação faz parte do programa de qualificação profissional, geração de renda e melhoria da qualidade de vida da população rural do Município.

“O curso tem carga horária de 16 horas/aulas, divididas em dois dias de atividades. Ao final é aplicada uma avaliação e todos os aprovados recebem certificados reconhecidos nacionakmente”, explicou o instrutor Juliano Bastos. “A proposta é incluir pessoas que tenham pouco ou nenhum conhecimento em informática nessa ferramenta fundamental de globalização”, complementou. Todo o material de ensino, inclusive os computadores, são disponibilizados pelo do Senar-MS.

“No final, os alunos ainda podem ficar com as apostilas e, futuramente, sanar qualquer duvida que venha a surgir”, complementou. A capacitação abordou educação e tecnologia na área rural, informática básica, área de trabalho, internet, Canal do Produtor, Explorando o Canal do Produtor e os sites da Confederação Nacional de Agricultura, FAMASUL e SENAR – AC/SENAR MS e sites de busca, além de aplicativos do BR Office.

Para Franciele da Silva, de 18 anos, a capacitação é mais uma ferramenta que pode facilitar sua entrada no mercado de trabalho. “Eu terminei o Ensino Médio no ano passado. Com esse curso fica mais fácil para arrumar um emprego”, afirmou. A jovem, que já tinha conhecimento de informática, enumerou as vantagens de participar da atividade. “Eu aprendi bastante coisa na escola. Tive aulas até a 8ª Série, onde conheci o básico. Aqui valeu para ver coisas novas”, reforçou.

Já para Carmélia Alves de Souza, 38 anos, o curso de Inclusão Digital Rural foi a primeira oportunidade de manusear um computador. “Não é tão complicado como eu pensava. Claro que para mim tudo é novo, mas estou achando a experiência muito boa”, revelou. “Nesses dias aprendi a digitar, conheci as teclas e suas funções e até criei um email”, contou a dona de casa, que há 18 anos reside com a família no distrito de Albuquerque.

Pela Prefeitura, a atividade é coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, por meio do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) Rural, responsável pelo atendimento nos assentamentos Mato Grande, São Gabriel, Urucum, Porto Morrinho, Porto da Manga, Maria Coelho, São Domingos e no distrito de Albuquerque. “Até dezembro, toda a zona rural da cidade receberá vários desses cursos”, informou a coordenadora do CRAS Rural, Rosemeire Esteves dos Santos.