Sessão solene marca início dos trabalhos na Câmara de Vereadores

“Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente”. Foi com o referido Artigo 1º, parágrafo único da Constituição Federal que o presidente da Câmara dos Vereadores de Corumbá, Marcelo Iunes, declarou aberta a primeira sessão do legislativo municipal e instalou a 60ª legislatura na Casa Barão de Vila Maria.

 

Antes, porém, os convidados cantaram o Hino Nacional Brasileiro e, na sequência, o Hino a Corumbá. A sessão solene contou com a presença do prefeito Paulo Duarte; do Contra-Almirante Rodolfo Frederico Dibo, Comandante do 6º Distrito Naval; do General Pedro Paulo de Mello e Braga, Comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira; e do Padre Fabio Vieira, da Nossa Senhora Candelária.

 

O vice-presidente da Câmara, o vereador Carlos Alberto Machado, leu um trecho bíblico aos presentes e, na sequência, a vereadora Cristina Lanza falou em nome dos vereadores. “É um imenso prazer estar aqui, representando o povo que nos elegeu. Quero dizer que aqui nesta casa formaremos um grupo coeso de 15 vereadores para trabalhar em prol da população, buscando soluções e trabalhando juntamente com o Poder Executivo”.

 

Em seguida, foi a vez do prefeito Paulo Duarte se dirigir à tribuna, onde fez um discurso de exaltação ao respeito e à parceria entre todos os poderes estabelecidos em prol de Corumbá. “A tônica do nosso governo é estabelecer parcerias com o Legislativo, com o Governo Estadual, Federal, enfim, com todos”, disse. “Nos três dias que estive em Brasília nesta semana consolidamos parcerias que trarão muitos benefícios para Corumbá”, acrescentou.

 

O prefeito também utilizou a tribuna para elogiar o novo grupo de vereadores que, antes do início oficial dos trabalhos da Câmara, em sessões extraordinárias no mês de janeiro, aprovou três importantes leis. “O Plano Municipal de Cultura, a Lei da Ficha Limpa Municipal e a redução do período de recesso para o servidor público. “Essas são leis que repercutiram positivamente em todo o Estado”.

 

Por fim, antes de declarar encerrada a primeira sessão da Camara, o presidente da Casa, Marcelo Iunes fez um breve e firme discurso de inclusão, ordem e conciliação. “Vamos abrir as portas do Legislativo para que os vereadores e a sociedade possam criticar, colaborar e contribuir com propriedade para o bem comum de Corumbá”, disse. “No entanto, vamos abolir qualquer manifestação de falta de decoro, qualquer picuinha e questões pessoais que se coloquem acima do interesse do povo”.