Prefeitura de Corumbá busca parcerias com governo boliviano

Mais pelo significado do que pelo ‘ato em si’, a cerimônia de restituição dos veículos brasileiros, realizada nesta semana na Bolívia com a presença de chefes de estado e altas patentes dos governos brasileiro e boliviano, promete entrar para a história da relação entre os dois países. E Corumbá pretende fazer sua parte para isso.

 

Ciente da importância da administração municipal de uma cidade fronteiriça, já na semana que vem o prefeito Paulo Duarte cumprirá uma agenda de compromissos com o governo boliviano. Dois desses compromissos já está marcados e serão realizados aos alcaides de Puerto Quijarro e de Puerto Suarez, cidades localizadas em região fronteiriça.

 

A ideia é planejar pequenas ações, que não dependam da União, de forma a iniciar trabalhos em parceria com o país vizinho para implementar as áreas de segurança, saúde, educação e comércio. Para o prefeito, o município fará sua parte, mas é preciso que haja um olhar diferenciado de todos os setores, inclusive do Governo Federal, para as cidades que fazem fronteira com outros países.

 

“Somente em Corumbá temos quase 700 alunos bolivianos estudando na Rede Municipal de Ensino e que não são reconhecidos pelo Governo Federal. Aqui também atendemos o povo boliviano na rede pública de saúde e arcamos sozinhos com todo o ônus. Temos ainda toda uma comunidade da Bolívia que trabalha no lado brasileiro. É preciso um olhar diferenciado para a nossa região, nos tratando como um território de fronteira”.