Começa ano letivo na Reme e prefeito recebe alunos do Luiz Feitosa

Em Corumbá, 16 mil alunos estão iniciando o ano letivo de 2013 nesta terça-feira, 05, nas 22 escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme), incluindo as seis rurais, além dos Centros de Educação Infantil e creches mantidas pela Prefeitura. E o primeiro dia de aula foi acompanhado pelo prefeito Paulo Duarte que, pela manhã, participou de um ato na Escola Luiz Feitosa Rodrigues, iniciando uma extensa agenda de visitas aos estabelecimentos de ensino que estão sob responsabilidade da Secretaria de Educação.

 

No encontro com os alunos, pais, professores, coordenadores, funcionários administrativos e com a diretora Tânia Regina Giacometti, o prefeito anunciou que uma das suas primeiras medidas, será melhorar a estrutura física da escola, inclusive com sistema de climatização. “Ar condicionado é um equipamento de primeira necessidade”, comentou Duarte com a secretária de Educação, Roseane Limoeiro, quando estava no interior de uma sala de aula, sentando em uma cadeira de aluno, embaixo de um ventilador de teto, insuficiente para amenizar o calor.

 

Antes da visita às instalações da escola, Paulo reforçou o compromisso de “dar atenção especial à educação durante o meu mandato”. Firmou um pacto com os alunos, ao dizer que, em 2014, quer voltar àquele estabelecimento de ensino e não “ver ninguém se abanando nas salas de aula. Lá vai ter ar condicionado. Vamos climatizar, dar maior conforto aos alunos e professores”, afirmou, sem se esquecer das demais dependências, como diretoria, coordenadoria, secretaria e sala de professores.

 

O chefe do executivo foi ovacionado pelos estudantes e pela equipe do Luiz Feitosa. No entanto, fez uma cobrança: pediu respeito aos professores, coordenadores e direção da escola, e que “se empenhem, estudem bastante”, pensando no futuro. Aos pais presentes fez uma solicitação: “sejam parceiros da escola”.

 

Climatização

 

O prefeito, após participar de um ato cívico, hasteamento da Bandeira do Brasil, visitou as instalações da escola, conversou bastante com a secretária Roseane e com a diretora Tânia Regina. Conheceu a cozinha e quis saber qual prato estava sendo preparado para o almoço dos estudantes (a escola funciona em tempo integral). Maria Amelba e Marianil Vilalva, as cozinheiras, estavam preparando uma macarronada a bolonhesa.

 

Elogiou as duas e disse que hoje, devido a sua agenda, não tinha como provar a comida que estava sendo preparada. No entanto, disse que voltará em outro dia para “bater um rango” com todos, no refeitório implantado ao lado da cozinha, onde funcionava uma sala de aula.

 

Paulo continuou a visita ao estabelecimento de ensino e, antes de deixar o local, foi taxativo: “Vamos melhorar esta escola aqui. Pode ter certeza disso”. E esta melhoria passa inclusive pelas instalações elétricas para que os alunos, em 2014, tenham maior conforto, estudando em salas de aulas climatizadas.

 

Como se sabe, os aparelhos de ar condicionado que serão instalados nas escolas mantidas pelo Município, serão comprados com recursos que a Prefeitura irá economizar com o salário do prefeito. É que Paulo optou por receber direto do Governo do Estado (ele é servidor público estadual – Fiscal de Renda da Secretaria de Fazenda). Conforme ele, o montante que seria destinado ao pagamento de seu salário no final ano, será revertido na aquisição dos aparelhos, para “climatizar, já neste primeiro ano, pelo menos 70% das nossas escolas”, finalizou.