Com chave da cidade, Rei Momo prega diversão com responsabilidade

Agora é oficial: o Carnaval Cultural de Corumbá já toma conta da cidade. Ontem, quinta-feira, o prefeito Paulo Duarte entregou a chave da cidade ao Rei Momo Douglas Vilalva, iniciando oficialmente a folia. A cerimônia aconteceu no Corumbaense Futebol Clube e foi seguida do já tradicional desfile de fantasias.

 

“Hoje, no começo do meu mandado, quero que a nossa festa seja de muita paz, alegria, responsabilidade e de muito respeito. Corumbá está de braços abertos para receber os turistas. Vamos nos divertir com muita responsabilidade. Vamos beijar muito. Vamos usar camisinha. Não jogue lixo no chão e se beber não dirija”, afirmou Douglas, para em seguida decretar que “está aberta a folia aqui na cidade branca!”, estabeleceu o Rei Momo.

 

Já a rainha, Darlene Cristina Figueiredo, recebeu o cetro da primeira-dama e presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini. As princesas Raiane Oliveira de Paula e Nathalia Milene Felix Magalhães, completam a corte.

 

Para o prefeito Paulo Duarte o carnaval na cidade não é só uma grande festa, mas também um momento de geração de emprego e renda, “Corumbá faz o melhor carnaval do centro oeste brasileiro e é marcado pela alegria, animação e acima de tudo pela participação popular. E o Carnaval Cultural de Corumbá não é só uma grande festa, é um evento que proporciona emprego e renda, que leva o nome de Corumbá para todo o Brasil e também um instrumento cada vez mais forte para fortalecer o turismo na nossa cidade”.

 

Logo após foi realizado o Concurso de Fantasias do Corumbaense, com 22 competidores que concorreram nas categorias Originalidade, Luxo Feminino, Luxo Masculino e Luxo Especial. Os carnavalescos Valdir Gomes e Fernanda Vannucci fizeram uma apresentação especial como Hours Concours.

 

Vencedores

 

Na categoria originalidade a fantasia campeã, com 248 pontos, foi “O vendedor de Flores”, idealizada por Flávio Bertini; em segundo lugar, com 217,5 pontos, ficou Nadja Chauvet com a fantasia “Doroty no Mundo de OZ”, e em terceiro, “Chico Canoeiro”, de Carlinhos Frezzi, com 197,5 pontos.

 

No luxo feminino, o primeiro lugar ficou com “Salve Oxum, Senhora de Ouro, do Amor e da Beleza, Salve todos os Orixás”, de Rebeca de D’albine, com 247 pontos; em segundo lugar, com 234 pontos, ficou “Bodas de Jequitiba, pelos 100 anos do Carijó”, de Nadja Chauvet, e em terceiro, “A Deusa Naja”, com 210 pontos, da Jesuína Conceição.

 

No quesito Luxo Especial, em primeiro lugar ficou “Rainha de Copas, Ousadia e Luxo em Noite de Carnaval”, de Claudinho Tasso, com 243 pontos; em segundo, Carlos Flores, com a fantasia “Soberana dos Casarões”, com 242 pontos, e em terceiro, “Evolução Industrial, a Engenharia do Futuro”, de Clemílson Medina, com 236 pontos.

 

No Luxo Masculino, “A Viagem Cibernética através dos Tempos”, de Adão Barbosa, ficou em primeiro lugar com 249 pontos; em segundo ficou Toninho Pluma, com a fantasia “Oráculo de Delfos, no Templo de Apolo”, com 243 pontos, e em terceiro lugar, “Hermes: O Mensageiro dos Deuses”, de Marquinhos Soledade, com 231 pontos.