Prefeitura já capacita os vendedores que vão trabalhar no carnaval

Os vendedores fixos e ambulantes sorteados na quarta-feira, 23, para trabalhar na praça de alimentação e no entorno do circuito do “Carnaval Cultural – Patrimônio da Alegria” iniciaram na manhã desta quinta-feira, 24, uma capacitação no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez, que vai preparar estas pessoas para bem atender os foliões durante as cinco noites da maior folia do centro oeste brasileiro.

 

O curso está sendo ministrado nos períodos matutino, vespertino e noturno e, durante dois dias, os vendedores fixos e ambulantes vão receber noções sobre patrimônio, atendimento ao cliente, produtos e serviços turísticos, higienização e manipulação dos alimentos, boas práticas com o meio ambiente, enfrentamento ao trabalho infantil e a exploração de sexual, orientação geral e a programação do evento. São 50 minutos de aula por tema.

 

Estão participando da capacitação as 230 pessoas sorteadas ontem pela Fundação de Cultura, sendo 70 vendedores fixos e 160 ambulantes que vão trabalhar durante as cinco noites do carnaval, comercializando comidas e bebidas nas barracas que serão instaladas na praça de alimentação, bem como os ambulantes que estarão com seus comércios espalhados pelas ruas Delamare, Frei Mariano e XV de Novembro, no entorno da Praça Generoso Ponce e no Jardim da Independência.

 

A capacitação está a cargo da Fundação de Turismo do Pantanal de Corumbá. A diretora-presidente da instituição, Hélènemarie Dias Fernandes, comentou que é de extrema importância capacitar estas pessoas, “uma vez que elas são os nossos principais multiplicadores e precisam conhecer a nossa cidade, saber sobre a programação para que quando um turista tenha uma dúvida ele possa responder e até mesmo indicar aonde ir”, explicou. “Os vendedores são os principais guardiões do patrimônio, do carnaval, do meio ambiente, enfim da nossa cidade”, completou

 

A capacitação conta com apoio de parceiros como a Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde, Fundação de Cultura, Fundação de Meio Ambiente, Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico, Assistência Social, SEBRAE e o Microempreendedor Individual (MEI) com a formação de microempreendedores individuais.