Prefeito se encontra com Crivella e trata de projetos de aquicultura

O prefeito Paulo Duarte teve um encontro no final da manhã desta segunda-feira, 28, com o ministro Marcelo Crivella, da Pesca, com quem conversou longamente sobre desenvolvimento de projetos de aquicultura na região. O chefe do executivo corumbaense está em Brasília para participar do Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, que será aberto às 17 horas, pela presidenta Dilma Roussef.

 

Paulo está cumprindo uma agenda movimentada com visitas aos ministérios. Antes deste encontro com o ministro Crivella, este esteve em contato com a equipe da Secretaria de Aquicultura e Planejamento da Pesca, ligada ao Ministério da Pesca, e o assunto tratado foi justamente relacionado à aquicultura.

 

Com o ministro Marcelo Crivella, Paulo conversou sobre desenvolvimento de programas importantes na região e aproveitou para agendar um encontro técnico para avaliar discutir de forma mais intensa, projetos em tramitação em Brasília sobre aquicultura e também ligados ao setor da pesca.

 

“O encontro foi agendado pelo Senador Delcídio do Amaral e o ministro mostrou-se bastante interessado em contribuir para o desenvolvimento econômico da nossa cidade, na área da pesca”, disse Paulo, afirmando que a intenção é trabalhar projetos em sintonia com o Governo Federal.

 

A proposta é investir na melhoria das atividades dos pescadores e dos isqueiros que atuam na região. “O Senador Delcídio teve um papel fundamental nesse encontro, momento em que tivemos a oportunidade para deixar pré agendada uma visita do ministro Crivella a Corumbá. Na ocasião faremos uma grande discussão com representantes dos pescadores, isqueiros, pesquisadores, para colocarmos em prática os objetivos do município nessa área”.

 

O prefeito lembrou que a intenção é realizar o evento no final de fevereiro ou inicio de março, reunindo representantes dos pescadores, dos empreendedores, da Embrapa, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).