Entidades carnavalescas são orientadas sobre prestação de contas

Para realizar o “Carnaval Cultural – Patrimônio da Alegria” de forma transparente e com conscientização, a Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Cultura, realizou na manhã desta sexta-feira, 25, uma reunião para esclarecer como será feita a prestação de contas e a correta aplicação dos recursos destinados às agremiações carnavalescas. O encontro aconteceu no Instituto Luiz de Albuquerque (ILA) e reuniu representantes de cada entidade.

 

“Nós estamos repassando um manual que explica sobre uma prestação de contas que precisará ser feita no prazo máximo de 60 dias. Uma medida que trata a utilização de verba pública de forma mais consciente”, contou a diretora-presidente da fundação de cultura e vice-prefeita Márcia Rolon.

 

Para demonstrar a correta aplicação dos recursos transferidos, a Liga Independente dos Blocos Carnavalescos de Corumbá (Liblocc), Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá (Liesco) e os cordões carnavalescos da cidade, deverão apresentar todas as notas devidamente discriminadas com cada serviço adquirido e comprovado mediante documentos originais fiscais ou equivalentes. São eles: empenho, notas fiscais, faturas, recibos e cópia de cheque.

 

A nova medida aplicada foi bem aceita pelos líderes das agremiações. “A ajuda da Prefeitura é fundamental para as escolas de samba e poder utilizar esses recursos com transparência é essencial para o nosso trabalho”, destacou o presidente da Liesco, Enilde Vital da Costa.

 

Na terça-feira, 22, o prefeito Paulo Duarte assinou os convênios que asseguram o repasse de R$ 691 mil para as entidades carnavalescas da cidade. Na Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá (Liesco), o investimento do Poder Público Municipal é de R$ 518 mil.