Corumbá prepara sua equipe para uma eventual epidemia de dengue

Em paralelo às ações de prevenção e combate a dengue na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura iniciou na tarde de quarta-feira, 23, um planejamento estratégico contra a doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. O encontro, realizado na Associação Médica de Corumbá, preparou os profissionais da área para uma eventual epidemia.

 

Baseado em diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde, o plano estabelece códigos de conduta para médicos e enfermeiros, possibilitando mais agilidade, eficiência no diagnóstico, encaminhamento e tratamento da dengue. Cada paciente será direcionado ao atendimento de acordo com o protocolo da doença, estabelecidos pelas cores vermelho, amarelo, verde e azul.

 

Os casos classificados como vermelho, serão encaminhados para o Pronto Socorro imediatamente e caso seja necessário, seguem para internação. Já os casos de cores amarelas, azul e verde serão atendidos nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), localizadas nos bairros da Nova Corumbá, Vitória Régia, Gastão de Oliveira e Ênio Cunha.

 

“Felizmente, a situação no município está bem longe de ser alarmante, uma vez que há 119 casos notificados e nem todos confirmados como dengue. Mesmo assim, não podemos nos acomodar. Pelo contrário, temos de continuar trabalhando e nos prepararmos para tudo”, alerta o chefe do Núcleo de Urgência e Emergência, doutor Rodolpho Costa Marques, responsável pela elaboração do plano de contingência.

 

A secretária Municipal de Saúde, Dinaci Ranci, destacou a importância de trabalhar com planejamento. “Nós criamos uma estratégia onde visualizamos todas as possibilidades de uma pré-epidemia”, contou. “Nós conversamos e dialogamos com os profissionais, preparando a chegada deles na comunidade, no bairro, no centro, no hospital, para que ele fale a mesma língua com o paciente. Esse é o nosso maior desafio”, completou.

 

Atendimento

 

No laboratório, a coleta de sangue será realizada sempre às 09, 11 e 16 horas, de segunda-feira a domingo. Segundo o diretor clínico do Pronto Socorro, Rogério Takaki Bento, o Hemonúcleo também vai auxiliar nos atendimentos, disponibilizando um técnico de enfermagem da especialidade para ajudar na coleta de sangue no período da manhã.  “Queremos enfrentar o mais rápido possível essa doença e diminuir as mortalidades no caso de diagnóstico com dengue”, destacou.