Corumbá já trabalha ações para combater uma epidemia de dengue

Os índices de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, estão sendo considerados alarmantes em Corumbá e isto tem preocupado bastante o prefeito Paulo Duarte. No final da manhã desta terça-feira (08) ele se reuniu com a secretária de Saúde Dinaci Ranzi, e com a médica veterinária Viviane Ametlla, para tratar de estratégias para atendimento à população, em caso de uma epidemia da doença. Marcou uma entrevista coletiva para quarta-feira (09), quando tratará da questão.

 

“Não estamos numa situação semelhante a Campo Grande, mas pode acontecer o mesmo aqui. Já estamos vivendo uma pré-epidemia de dengue e, além das ações necessárias para eliminação de focos e combate à doença, temos que nos preocupar com a estrutura para atendimento da população”, afirmou o prefeito Paulo Duarte.

 

Um dos primeiros passos foi a busca de parceiros. O prefeito já está em entendimento com o Comando do 6º Distrito Naval da Marinha do Brasil, com sede em Ladário, no sentido de conseguir apoio para atender pacientes da dengue, em caso de uma epidemia. “Vamos nos reunir com o contra-almirante Rodolfo Frederico Dibo, para buscar apoio necessário na Marinha no que se refere a leitos hospitalares, inclusive”, comentou Paulo Duarte.

 

Na opinião do prefeito, a participação da Marinha será de suma importância para atender a comunidade se acontecer uma epidemia na região. Além do hospital naval, a instituição militar poderá disponibilizar outros tipos de serviços que serão solicitados por Paulo Duarte.

 

“Já estou em entendimentos com o comando do 6º Distrito para uma reunião com o comandante e, pela estrutura que tem, a Marinha será muito importante no atendimento da população”, explicou o prefeito, lembrando que irá também reforçar a parceria com o Exército, que já está disponibilizando soldados para ações de prevenção e combate à doença.

 

“Vou aproveitar a solenidade de troca de comando na sexta-feira para tratar o assunto”, anunciou, lembrando que no ato, o general de brigada Pedro Paulo de Mello Braga assume o comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, em substituição ao general de brigada Carlos dos Santos Sardinha.

 

Ao mesmo tempo, o prefeito informou que serão adotadas medidas necessárias para um bom atendimento no Pronto Socorro Municipal, Hospital de Corumbá e nas unidades de saúde. O assunto está sendo tratado direto com a secretária Denaci Ranzi que, na manhã de hoje, fez visitas aos postos de saúde, acompanhada de Viviane Ametlla, já tratando da questão dengue. “A epidemia está aí, é um fato, mas temos que minimizar, dar atendimento adequado à população”, reforçou.

 

LIRAa

 

No encontro com a secretária, Paulo Duarte marcou para a quarta-feira (09), uma entrevista coletiva com a imprensa, em seu gabinete, às 08h30, quando vai apresentar os números do primeiro ciclo do LIRAa (Levantamento de Índice Rápido de Infestação de Aedes aegypti), realizado na semana passada em Corumbá, assim como as ações de que serão desenvolvidas na cidade não só para eliminar focos e combater o mosquito, mas sobre o atendimento aos pacientes, em caso de epidemia.

 

“Estamos preocupados. O problema já existe. Corumbá já vive uma pré-epidemia da dengue. A situação inspira cuidados e pode se tornar uma epidemia. Por isso mesmo temos que nos preocupar com a estrutura de atendimento da população. É o que estamos fazendo e esta reunião com a imprensa vai ser importante para mostrar a realidade, as ações que estão sendo feitas para prevenir, e as ações para atender as pessoas”.