Comissão estuda soluções para abastecer assentamentos da região

Atender os pequenos produtores rurais residentes nos assentamentos de Corumbá com água tratada começa ser viabilizado na cidade. Na tarde de terça-feira (08) uma Comissão Especial montada pelo prefeito Paulo Duarte para solucionar o problema de desabastecimento na região, realizou a primeira reunião que estabelece as metas que servirão para a captação de recursos para execução de programas e projetos de abastecimento no local.

 

“É um compromisso de campanha do prefeito Paulo Duarte e nós já estamos implementando”, declarou Pedro Luiz Lacerda, secretário de Produção Rural e presidente da comissão. “Nós conversamos com parceiros que tem um amplo conhecimento do local e que vai nos ajudar a concretizar esse grande e importante trabalho”, continuou.

 

Agregando o maior número de parceiros ao projeto, a comissão conta com o apoio de representantes do Campus Pantanal da UFMS. “A Universidade tem muito a contribuir com essa iniciativa. É uma demanda muito positiva e uma grande oportunidade de estarmos participando das causas sociais do Município”, destacou o professor Edgar Aparecido.

 

A presidente da Fundação de Meio Ambiente do Pantanal, Luciene Deová, considerou a primeira reunião como de grande importância. “Nós vimos e ouvimos as pessoas que estão envolvidas como potenciais parceiras para a elaboração desse estudo e para que o projeto se concretize”, enfatizou. “Nós partiremos para a parte técnica, para elaborarmos o termo de referência e dar continuidade ao processo”, explicou.

 

Representando os assentados, Jairton Saraiva agradeceu a iniciativa. “Pela primeira vez alguém vai resolver o nosso problema”, disse. “Estamos todos muito confiantes e determinados a conseguir solucionar a questão da água que já dura mais de 20 anos”, lembrou.

 

Todos os trabalhos serão coordenados pela Secretaria Municipal de Produção Rural, que apresentará relatórios mensais ao prefeito Paulo Duarte com informações sobre o andamento geral dos trabalhos e possíveis fontes de recursos de organismos públicos ou privados, nacionais ou internacionais, a serem captados pelo Município, tanto diretamente quanto por intermédio de seus parceiros, para a execução de programas e projetos.

 

Paulo Duarte determinou ainda que o primeiro relatório da Comissão Especial seja apresentado no prazo máximo de 60 dias, contados a partir do dia 01º de janeiro, data que foi publicado o decreto. O documento vai trazer um diagnóstico da situação de cada assentamento, o plano de trabalho para o ano de 2013 e as primeiras ações cabíveis para o imediato enfrentamento do problema de desabastecimento de água na zona rural de Corumbá.