Assistência Social inicia ações em bairros da cidade contra dengue

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania esta desenvolvendo um projeto na cidade, “Dengue: Caso de Saúde Pública e Cidadania”, como forma de conscientizar, estimular e formar na população corumbaense, agentes multiplicadores dos cuidados, prevenção e combate à doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. É o que informa a secretária Andréa Cabral Ulle, destacando que as ações serão desenvolvidas em parceria com a Secretária de Saúde, por meio de um trabalho integrado, como deseja o prefeito Paulo Duarte.

 

O projeto foi discutido na segunda-feira, 14, durante uma reunião entre representantes das secretarias de Assistência Social e de Saúde. Ficou definido que as gerências ligadas à Assistência Social, sediadas na Casa da Cidadania, vão promover uma reunião com segmentos da sociedade organizados para esclarecimentos sobre o problema da dengue, além de rodas de conversas com os moradores nos bairros da cidade.

 

O projeto prevê que o primeiro encontro será com presidentes de associações de moradores, lideranças comunitárias, lideranças religiosas e representantes dos conselhos de defesa de direitos. Em um segundo momento, a equipe vai desenvolver atividades nas igrejas, durantes missas e cultos, no sentido de conscientizar os presentes, além de rodas de conversas pelos bairros.

 

A ação será integrada com participação de técnicos da Saúde, que irá disponibilizar ainda panfletos e outros materiais necessários para conscientizar a comunidade. A coordenação estará a cargo da Casa da Cidadania, que será responsável também pela mobilização e articulação dos participantes das ações, locais e horários das reuniões.

 

Estão programadas também estratégias audiovisuais para melhor entendimento, como performances, rodas de capoeiras, músicas, vídeos com depoimentos, entre outras.

 

A primeira reunião aconteceu na segunda-feira na sede da Secretaria de Assistência Social e contou com as participações da bióloga Grace Bastos e equipe técnica do CCZ; equipe da Assistência Social, por meio das Gerências da Mulher, Igualdade Racial, Juventude e Trabalho e Renda. Também presente, a presidente do Cravo Vermelho, Cleonice Vargas, que representou o movimento comunitário.

 

O projeto será lançado no dia 17, quinta-feira, às 17 horas, no CRAS I, situado na Rua Cáceres s/n, esquina Totico de Medeiros. Estão convidados a participar representantes de igrejas, do Comitê de Combate a Dengue, agentes de endemias, agentes comunitários, enfermeiros, associações de moradores, CRAS, Clube de mães, entre outros.

 

Durante a abertura, os coordenadores do projeto vão apresentar um calendário com as ações articuladas em cada bairro da cidade. As rodas de conversas terão como foco as reuniões dos grupos de famílias que são atendidas pelos CRAS.

 

A ação conta com participação das secretárias de Saúde e de Assistência Social e Cidadania (Gerência de Articulação de Políticas Públicas para a Mulher, Gerência de Promoção da Igualdade Racial, Gerência de Políticas da Juventude, Gerência do Trabalho e PROCON).