No Dia Mundial do Diabetes, Saúde promove ação de conscientização

No Dia Mundial do Diabetes, celebrado nesta quarta-feira (14), a Secretaria Municipal de Saúde de Corumbá promove uma série de ações de conscientização sobre a doença. Durante a manhã, uma equipe do Programa de Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus esteve na Unidade Básica de Saúde da Popular Velha explicando as causas, tratamento e conseguências dessa disfunção metabólica.

Os profissionais da Unidade de Saúde ainda realizaram exames de glicemia, medindo a quantidade açúcar no sangue dos pacientes. “Foi a primeira vez que fiz esse teste. Foi rápido e na hora já teve o resultado”, comentou Ana Luiza, de 27 anos, moradora do Popular Velha. “A enfermeira só recomendou para eu tomar menos refrigerante, comer menos carboidrato, como pão, macarrão e batata”, completou.

Aos 67 anos, Teófico Pereira também aproveitou para conferir a saúde. “Eu tenho hipertensão e pego meus remédios aqui no posto. Hoje aproveitei para medir também a glicose, que está normal”, comemorou. Para ele, a campanha ajuda a conhecer e identificar os poucos sintomas de diabetes. “Tem muita gente que não sabe. Então esse exame é muito importante. È ele quem confirma se você tem ou não a diabetes”.

Foi durante em uma Ação Prefeito Presente, realizada na Escola Municipal Fernando de Barros, que Josefina Soares Dias, 62 anos, descobriu que tinha a doença. “Foi em 2010. Medi a glicemia por acaso e a enfermeira falou que estava muita alta. Fui no médico, comecei a tomar remédio, cortei a cerveja, o refrigerante, mudei a deita e hoje vivo uma vida normal”, descreveu a dona de casa.

Além da mobilização na UBS Popular Velha, as equipes da Secretaria de Saúde também realizaram uma panfletagem no Pronto Socorro Municipal. Durante a noite, a imagem do Cristo Rei do Pantanal será iluminado com a cor azul, escolhida mundialmente para marcar a data. Outras mobilizações ainda serão realizadas até o dia 30 de novembro, quando a campanha será encerrada em Corumbá.

Prevenção

Neste ano, o tema do Dia Mundial é “Educação e Prevenção em Diabetes”. De acordo com A Sociedade Brasileira de Diabetes, o desencadeamento de diabetes tipo 1 é geralmente repentino e pode incluir sintomas como: sede excessiva, rápida perda de peso, fome exagerada, cansaço inexplicável, muita vontade de urinar, má cicatrização, visão embaçada, falta de interesse e de concentração, vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe.

Os mesmos sintomas podem também ocorrer em pessoas com diabetes tipo 2, mas geralmente são menos evidentes. Em crianças com diabetes tipo 2, estes sintomas podem ser moderados ou até mesmo ausentes.

No caso do diabetes tipo 1, estes sintomas surgem de forma abrupta e às vezes podem demorar a ser identificados. Já no diabetes tipo 2, esses sintomas podem ser mais moderados ou até mesmo inexistentes.

Não se sabe ao certo por que as pessoas desenvolvem o diabetes tipo 1. Sabe-se que há casos em que algumas pessoas nascem com genes que as predispõem à doença, mas outras têm os mesmos genes e não têm diabetes. Outro dado é que, no geral, o diabetes tipo 1 é mais freqüente em pessoas com menos de 35 anos, mas vale lembrar que ela pode surgir em qualquer idade.