Corumbá avança nas políticas públicas voltadas ao movimento negro

Cidade que possui 70% da população negra ou descendente, Corumbá avança na aplicação de políticas públicas voltadas ao movimento negro. Nessa quarta-feira (04) mais duas importantes etapas foram conquistadas com sanção da lei que declara a Associação Corumbaense das Pessoas com Doenças Falciformes (Acodfal) como utilidade pública e o decreto que dispõe sobre a reativação e nomeação dos novos membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento e Defesa da Comunidade Negra de Corumbá (COMDDEN).

 

A lei nº 2.259 e o decreto nº 1.072 foram assinados pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) nessa quarta-feira na presença de representantes do movimento negro da cidade e publicados na edição desta quinta-feira (05) do Diário Oficial de Corumbá.

 

De acordo com o chefe do Executivo corumbaense, a declaração da Acodfal como utilidade pública vai auxiliar a associação a conquistar mais qualidade de vida aos portadores de doenças falciformes. “Eles poderão pleitear projetos por meio do FMIS (Fundo Municipal de Investimento Social), Conselho Municipal de Assistência Social e até conseguir recursos estaduais e federais”, explicou Ruiter.

 

A associação foi criada em 2011, como resultado do I Colóquio sobre Anemia Falciforme, realizado em Corumbá pela Gerência da Igualdade Racial, pasta ligada à Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais da Prefeitura Municipal. Desde então, a Acodfal passou a realizar ações de conscientização e auxiliando portadores da doença.

 

“Estamos muito felizes com mais este importante passo que a Acodfal está dando neste momento. Agradeço a todos os envolvidos neste sonho”, disse presidente da Associação, Walthenia Agda Costa, que aproveitou a oportunidade para elencar os próximos desafios. “Precisamos que os médicos, principalmente os do Pronto-Socorro, recebam capacitação, da possibilidade do exame que detecta a doença ser feito pela rede municipal de saúde, além de um Hematologista para tratar os portadores da doença”, complementou.

 

Ruiter se colocou à disposição para ajudar a associação. “Vamos fazer o possível para conseguir os pleitos e colocar a Administração Municipal à disposição”, continuou já determinando uma conversa com a Secretaria Municipal de Saúde para viabilizar a realização do exame de Eletroforese de Hemoglobina e também a possibilidade de contratação de um médico especializado no tratamento da Anemia Falciforme.

 

De acordo com o gerente de Promoção da Igualdade Racial, Davi Vital do Rosário, a Prefeitura de Corumbá vem trabalhando no sentido de aprimorar o atendimento à população negra. “Sempre nos colocamos à disposição para dialogar e viabilizar as melhorias. Acredito que estamos dando mais um passo neste sentido, para que possamos auxiliar a população negra a ter mais qualidade de vida”, disse. Segundo ele, nos dias 08 e 09 de agosto acontece o I Fórum Municipal de Promoção da Igualdade Racial e no mesmo mês será realizado II Colóquio sobre Anemia Falciforme.

 

COMDDEN

 

Outra conquista do movimento negro de Corumbá foi a reativação do Conselho Municipal de Desenvolvimento e Defesa da Comunidade Negra de Corumbá. Os membros foram empossados nessa quarta-feira. Da sociedade civil, são os seguintes representantes, sendo titulares e suplentes respectivamente: Rosa Nascimento Maciel e Rosiane do Nascimento (Associação Corumbaense das Pessoas com Doenças Falciformes); Adjalma Samaniego e Angélica Rodrigues Ozório (Associação Quilombola Ribeirinha Família Ozório); Elizabeth Florência Corrêa da Silva e Sabrina Ferraz da Silva (Associação da Comunidade Quilombola da Família Theodora Gonçalves de Paula – ACTHEO); Elizabeth Marques de Almeida Costa e Maria Janaina Andrade (Instituto Madê Korê Odara do Pantanal – IMKOP) e Ana Maria da Silva Costa e Sylma de Lima (Instituto da Mulher Negra do Pantanal – IMNEGRA).

 

No setor governamental, os seguintes membros foram empossados: Alceu Sebastião Neves Leite e Luis Bosco da Silva Delgado (Gabinete do Prefeito); Davi Vital do Rosário e Cristiane Ligier de Jesus Oliveira (Secretaria Especial de Integração de Políticas Sociais); Estefânia de Moraes e Roseane Ruth de Almeida Albuquerque (Secretaria Municipal de Educação) Márcia Valéria Venâncio dos Santos e Gilson Oliveira Melgar (Secretaria Municipal de Saúde) e Edmir Leocádio Figueiredo de Moraes e Carlos Augusto Canavarros dos Santos (Fundação de Cultura do Pantanal).