CCZ faz ação contra aumento descontrolado da população felina

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) comunica que está realizando todas as terças, quartas e quintas-feiras, cirurgias em gatos e gatas, como parte do Programa Municipal de Esterilização Cirúrgica de Cães e Gatos. A ação visa evitar o aumento descontrolado da população felina, prevenindo doenças transmitidas pelos gatos.

 

As intervenções cirúrgicas, conforme a médica veterinária responsável pelos trabalhos, Stephanie Lins, estão acontecendo somente em gatos e gatas. Para ser atendido pelo programa, o dono do animal deve entrar em contato com o CCZ, marcar a entrevista com a equipe, para agendar a cirurgia.

 

A operação acontece sempre no período matutino, de preferência nas primeiras horas da manhã. “Assim, o animal terá o restante do dia para se recuperar e no final da tarde, retornar ao lar”, ressaltou, lembrando que ao marcar a operação, o proprietário deve seguir o cronograma, comparecendo ao CCZ no dia programado. “Muitos estão deixando de levar o animal após marcar a operação”, diz.

 

Por dia são operados dois animais. As entrevistas acontecem sempre às segundas e quartas-feiras à tarde. Para realização da cirurgia, o dono do animal deve apresentar cópias do RG e CPF, comprovante de residência e caderneta de vacinação do animal.

 

Caso o animal esteja com a vacina antirábica em atraso, terá que ser vacinado e, somente após 10 dias é que a cirurgia será marcada. Stephanie Lins lembra ainda que, por enquanto, estão sendo operados somente os gatos e gatas. “Em um segundo momento, iremos realizar cirurgias nos cães, como também atender outras regiões da cidade”, adiantou, lembrando que, todas as quartas, a equipe está à disposição do GAPA (Grupo de Apoio de Proteção aos Animais).

 

O programa visa evitar geração de ninhadas não planejadas ou indesejadas pelos proprietários. Stephanie lembra que, desta forma, Corumbá está promovendo o controle populacional da população felina, diminuindo o número de animais não domiciliados nas ruas, e também de doenças, que implica inclusive na redução dos gastos com campanhas de vacinação anti-rábica.