Banda Marcial de Fuzileiros Navais é atração esta noite em Corumbá

A Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, considerada uma das maiores do mundo, se apresenta nesta terça-feira (24) em Corumbá. Será a partir das 19h30, na Avenida General Rondon, ao lado da Praça Generoso Ponce. O evento é uma realização da Marinha do Brasil, por meio do Comando do 6° Distrito Naval, com apoio da Prefeitura de Corumbá. A Banda de Música Municipal Manoel Florêncio abre ba programação da noite às 19 horas.

 

A Banda Marcial mantém a tradição dos desfiles e apresentações públicas, nas quais, cerca de 120 militares realizam, com grande precisão, simétricas e criativas evoluções. Está estabelecida na histórica Fortaleza de São José, construída em 1736, na Ilha das Cobras, recanto privilegiado da Baía da Guanabara.

 

Distingue-se pela presença de gaitas de fole escocesas entre seus instrumentos musicais, presente da Rainha da Inglaterra para o USS Saint Louis, navio pertencente à Marinha Americana. Em 1951, quando esse navio foi incorporado à Marinha Brasileira, com o nome de Cruzador “Tamandaré”, sua tripulação presenteou a Banda Marcial com 16 gaitas escocesas, em agradecimento ao Corpo de Fuzileiros Navais, que ofertara ao navio a bandeira brasileira.

 

Essa tradicional banda vem divulgando, através dos anos, a Marinha do Brasil e o Corpo de Fuzileiros Navais. Por sua técnica e pelas evoluções de seus componentes, entusiasma as platéias por onde se apresenta, sendo cada vez mais solicitada para exibições em todo o território brasileiro.

 

Com isso, vem despertando o interesse pela formação de inúmeras fanfarras escolares para as quais serve de modelo, ajudando a manter uma tradição de nossas cidades, principalmente do interior. Em sua composição encontram-se: mor, auxiliar do mor, schellenbaum, baliza, bombos, taróis, surdos, quintonton, pratos, liras, gaitas, flautins, cornetas lisas, cornetas com pisto, contrabaixos lisos, contrabaixos com pisto, trompetes e trombonitos.

 

Em suas inúmeras performances, destacam-se as apresentações realizadas nas comemorações cabralinas em Portugal, na abertura do desfile de 14 de julho em Paris, no “Ano do Brasil na França” e no 39º Festival Intercéltico de Lorient, na França. No Brasil, podemos ressaltar a participação em eventos no Monumento à Abertura dos Portos às Nações Amigas, nos festejos dos 200 anos da chegada da Família Real ao Brasil, na cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos, na abertura do encontro internacional “Grandes Veleiros Rio 2010 – Velas Sudamérica”, na comemoração de 25 anos do Programa “Criança Esperança” e, principalmente, em turnês por todas as regiões do país, onde é sempre ovacionada por milhares de pessoas. (Com informações da Marinha do Brasil)