Prefeitura inicia reassentamento de mais 460 famílias no Casa Nova

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) anunciou para quinta-feira (14), o início da última etapa do reassentamento de 460 famílias no conjunto habitacional construído na parte alta da cidade, no Bairro Guató. O PAC Casa Nova, como é conhecido, integra um amplo projeto da administração municipal, visando a redução do déficit habitacional na cidade. São 800 unidades habitacionais, das quais 340 já estão habitadas.

 

O reassentamento está sendo possível, após a conclusão da ampliação das redes de água e esgoto, obras executadas pela Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul). O prefeito lembra que as casas já estavam concluídas desde 2011, mas não puderam ser habitadas, devido à não conclusão dos serviços de saneamento básico. Somente agora, com a execução, é que a Caixa Econômica Federal está autorizando a mudança das famílias beneficiadas.

 

Na manhã desta segunda-feira (11), integrantes da equipe do prefeito Ruiter Cunha se reuniram para definir o cronograma a ser cumprido a partir de quinta-feira. “Vamos encaminhar os convites às famílias atendidas pelo programa e, a partir de quinta, estaremos fazendo a entrega das chaves”, disse o secretário de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos, engenheiro Ricardo Ametlla.

 

Ele esteve reunido com o subsecretário de Habitação e Regularização Fundiária, Luiz Mário Romão, e com a equipe da pasta, inclusive da área de assistência social, para definir um cronograma que será cumprido a partir de agora, após a conclusão das obras de esgoto e de água.

 

Luiz Mário informou que a partir desta segunda serão entregues os convites aos futuros moradores do PAC Casa Nova, visando a entrega das chaves e a consequente mudança para o novo conjunto. Este serviço será realizado pela equipe do PAC Social e, segundo a coordenadora, Luciane Andreata de Castro, esta nova etapa começa pela Cervejaria.

 

A orientação do prefeito é concluir esta ultima etapa até o final do mês de junho. “Pretendemos estar com todas as 460 famílias já no novo conjunto habitacional até o dia 30 de junho. Vamos começar pelos beneficiados do bairro da Cervejaria, passando pela Alameda Vulcano, Tiradentes, Alameda Havai, região de morraria e o Beira Rio”, explicou.

 

As casas foram construídas por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Corumbá e o Governo Federal. Integra o Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC 1, visando atender famílias de baixa renda, que habitam áreas consideradas de risco e em situação de vulnerabilidade social.

 

A Prefeitura, em duas etapas anteriores, reassentou 340 famílias no local. No final de 2010 e início de 2011, o Município levou para o local, 274 famílias que viviam em condições precárias no antigo prédio da Alfândega, no Cravo Vermelho III, no Lar para Todos, no antigo lixão que existia no Cravo Vermelho I, da Cervejaria e outras áreas de risco. Em dezembro de 2011, foram reassentadas mais 66 famílias que estavam vivendo em situação de extrema vulnerabilidade social.

 

Nesta última etapa a Prefeitura vai atender 105 famílias do Bairro da Cervejaria, 47 da Alameda Vulcano, 54 do Generoso, 28 da Alameda Havai, 35 do Tiradentes, 101 da região de morraria (Cruzeiro I e II, Formiga e Bandeira), além de 91 famílias do Bairro Beira Rio.

 

No PAC Casa Nova os investimentos somam R$ 28.525.000, sendo R$ 24.246.250,00 da União e R$ 4.278.750 de contrapartida do Município. Além das casas, a Prefeitura implantou 45,8 mil metros quadrados (28 quadras) de pavimentação asfáltica, além de 800 metros de galerias de água pluvial; construiu um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e uma praça esportiva; está implantando um Centro de Educação Infantil, e o projeto prevê ainda uma Unidade Básica de Saúde.

 

Fora do projeto do PAC Casa Nova, também em parceria com o Governo Federal, a Prefeitura está construindo dentro do conjunto, uma Unidade de Pronto Atendimento Médico 24 Horas (UPA 24 Horas), que vai atender não só os moradores do Casa Nova, mas de toda a região da parte alta da cidade.