Prefeitura abre 60 vagas para o Programa Re-Habilitar em julho

A Prefeitura de Corumbá inicia no próximo mês o Programa Re-Habilitar. Criado pelo prefeito Ruiter Cunha de Cunha de Oliveira (PT), por meio da Lei nº 2.252, de 11 de abril de 2012, a iniciativa vai possibilitar a capacitação profissional dos dependentes de drogas lícitas e ilícitas que estejam em tratamento no Habilitar, no Centro de Atenção Psicossocial – álcool e drogas (CAPS ad) ou nas comunidades terapêuticas da região. Durante o período do curso, os beneficiados receberão uma bolsa-auxílio de até R$ 500.

 

“Estamos finalizando a regulamentação do Re-Habilitar, mas já temos garantidas 60 vagas para o próximo mês de julho”, afirmou o secretário municipal de Assistência Social e Cidadania, Haroldo Ribeiro Cavassa. “Com esse programa, a Prefeitura vai auxiliar no tratamento dessas pessoas e qualificá-las para o mercado de trabalho, buscando dessa forma reintegrá-las na comunidade, mantendo-as afastadas do vicio e recuperando sua auto-estima”, complementou o secretário.

 

O trabalho será desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, que vai avaliar e acompanhar a capacidade laboral de cada beneficiário. “Além dessa avaliação médica, vamos observar também o perfil do trabalhador. Assim ele vai se qualificar naquilo que tiver mais afinidade”, explicou Haroldo. Nesta fase inicial, os cursos oferecidos pela Prefeitura serão na área de limpeza e cuidado de piscinas, jardinagem, panificação, serigrafia, serralheria, marcenaria, corte e costura e artesanato. 

 

O Re-Habilitar vai funcionar de forma integrada com toda a rede municipal de assistência. “Enquanto os beneficiários estão se capacitando no Centro Profissionalizante Dom Bosco ou em outro lugar, os CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) vão atuar na parte da reinserção familiar, no fortalecimento dos laços afetivos, que muitas vezes são totalmente destruídos pelo abuso das drogas ou do álcool”, continuou Cavassa.

 

Nesta primeira etapa do programa, também poderão ser beneficiados as pessoas em situação de rua. Para isso elas deverão aceitar os encaminhamentos oferecidos pelo Município, onde também terão a possibilidade de integrar o Programa Municipal Aluguel Social, instituído pelo prefeito através da Lei nº. 2.224, de 23 de novembro de 2011. “É ai que entra a campanha ‘Não dê esmola, dê dignidade’. Sem o dinheiro conseguido nas ruas, essas pessoas vão acabar aceitando nosso apoio”.

 

No caso do Habilitar, consolidado como política pública de enfrentamento às drogas com a promulgação da Lei 2.257, de 20 de junho de 2012, o Re-Habilitar vai favorecer os pais dos jovens atendidos pelo programa municipal. Implantado em 2010, o Habilitar disponibiliza atendimento ambulatorial a crianças e adolescentes dependentes de substâncias psicoativas. É um dos poucos no País a funcionar exclusivamente com verbas próprias do Município.

 

“Com o Re-Habilitar, o prefeito Ruiter fecha toda essa rede de atendimento aos usuários de drogas e álcool. Hoje Corumbá tem um dos mais qualificados serviços de acolhimento, tratamento e reinserção social dessa parcela da população. Avançamos muito nesse sentido, mas ainda temos um longo caminho a percorrer. A sociedade precisa entender que as drogas não são um problema só do Poder Público, mas de toda a comunidade”, encerrou o secretário municipal de Assistência e Cidadania.