Atividades de conscientização marcam Mostra Ambiental em Corumbá

Corumbá celebra o Dia do Meio Ambiente, lembrado mundialmente no próximo dia 05, realizando o plantio de mudas de árvores nativas. Ação desenvolvida pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável dá prosseguimento ao projeto Corumbá mais Verde, que pretende plantar mais de 3.045 novas árvores na cidade.  

 

Desde o início da programação da Semana do Meio Ambiente as equipes da Funterra estão plantando mudas na área central da cidade, dando destaque para o Flamboyant, típica da região pantaneira. A iniciativa visa melhorar a arborização urbana da cidade.

 

Apesar de não fazer parte do projeto, exemplares de árvores pantaneiras foram distribuídos durante Mostra Ambiental, realizada no Jardim da Independência, no último sábado (02). No local, várias atividades de conscientização foram realizadas com o intuito de sensibilizar a população da importância de preservar o meio ambiente.

 

A ação contou com a participação de várias instituições parceiras, que levaram várias atividades para o Jardim da Independência. Entre elas, apresentações teatrais, exposições de esculturas feitas com materiais recicláveis, distribuição de doces e pipocas. As crianças aproveitaram a oportunidade para brincar na mini-fazendinha.

 

Mais Verde

 

O projeto conta, ao todo, com os seguintes exemplares: 150 unidades de Jacarandá, 450 de Pata de Vaca, 100 Flamboyant, 150 Sibipiruna, 100 de Pau Brasil, 350 de Ipê Roxo, 350 de Ipê Branco, 350 de Ipê Amarelo, 150 de Jatobá, 350 de Oiti, 150 de Pequizeiro, além de 45 mudas de Palmeira Imperial e 350 de Munguba. As mudas já prontas para o plantio, com 1,60m de altura, exceto a Palmeira Imperial, que em média têm três metros.

Além de substituir árvores condenadas existentes na cidade, a Prefeitura vai também atender solicitação da população que deseja plantar uma árvore em frente de casa. O pedido pode ser feito pelo telefone 3907-5342. A partir desse contato, a Funterra encaminha um técnico para analisar as características do local e definir qual a espécie ideal que deve ser plantada, principalmente se no local há rede de energia elétrica. “Nesse caso, temos que plantar uma árvore de pequeno porte para evitar problemas no futuro”, comentou a diretora-presidente da Funterra, Luciene Deová.

 

Na visita, além de escolher a espécie apropriada, são observados outros detalhes como rede aérea, espaço e edificações próximas. Somente após isto é autorizado o plantio, sem cobrança de qualquer tipo de taxa. A única exigência é que o morador “adote a árvore” plantada, cuidando bem dela. “Isto é de extrema importância. O nosso maior problema tem sido depredação. Grande parte das árvores plantadas até hoje, dentro do projeto Corumbá mais Verde, não sobreviveu. A própria população arrancou. Por isso é importante que o morador cuide”, disse Luciene.