Setor de mineração de Corumbá participa da 3ª edição da Expo-MS

O potencial econômico de Corumbá, proporcionado principalmente por suas reservas minerais, é uma das atrações da Expo-MS 2012. Além da Prefeitura Municipal, que busca divulgar ainda mais os atrativos turísticos do Pantanal, as mineradoras Vale e Vetorial também estão participando da maior feira industrial do Estado, que encerra nesta sexta-feira (25).

Com o estande “Corumbá: Elementos do Pantanal”, a Prefeitura promove a divulgação da cultura e das riquezas naturais da cidade, uma forma de promover o turismo e o desenvolvimento da região pantaneira.  O estande é um dos maiores da feira e fica localizado na área central do evento. Inclusive, impressionou a direção da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (Fiems), organizadora do evento, por conta do bom aproveitamento do espaço para mostrar os produtos da cidade.

A mineradora Vale divulga em seu estande o processo de extração mineral de ferro e o manganês. A empresa revela em fotografias todas as etapas da mineração. Dados mostram que em 2011, mais de 5 milhões de toneladas de ferro e 300 mil de manganês foram exportados para países da Europa.

Já a Vetorial expõe os trabalhos nas florestas plantadas, que dão origem ao carvão vegetal industrializado, além das etapas de extração do minério, siderurgia e a logística. Os visitantes também podem conferir a estruturação da nova empresa do grupo, a Vetria.

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) destacou a participação do setor de mineração na 3ª edição da Expo-MS. “Nossa cidade possui forte potencial nos setores de mineração e turismo e estamos presentes na feira, com o objetivo de trazer e apresentar os nossos atrativos”, disse.

Premiação

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, entrega, nesta sexta-feira (25/05), Dia da Indústria, às 20 horas, no auditório principal do Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, como parte da programação da Expo-MS Industrial, a 2ª edição do Prêmio MS Industrial de Jornalismo, que oferece até R$ 53 mil em dinheiro aos autores das melhores reportagens sobre o setor industrial e o seu papel estratégico no desenvolvimento estadual nas categorias jornalismo impresso, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo e universitário, recebeu 43 inscrições distribuídas pelas 5 categorias.