Re-Habilitar proporciona nova vida para ex-dependentes químicos, diz Ruiter

Oportunizar a ressocialização e o recomeço para aqueles que conseguiram se livrar do mundo das drogas. Essa é a proposta da mais nova política pública implantada pela Prefeitura de Corumbá com o programa Re-Habilitar, que foi lançado oficialmente na tarde desta segunda-feira (28), durante a audiência pública sobre Enfrentamento e Combate ao Crack, pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT).

 

A iniciativa pretende estender o tratamento contra a dependência química, não se limitando apenas na desintoxicação, mas proporcionando meios para conquistar uma nova vida, por meio do trabalho. “Esse programa visa dar a oportunidade para aquelas pessoas voltarem a ser alguém na vida. Terem a possibilidade de recuperar a sua auto-estima e desta forma contribuir com uma sociedade melhor”, explicou o chefe do Executivo corumbaense.

 

O Re-Habilitar possibilita o pagamento de uma bolsa-auxílio aos dependentes químicos que buscarem tratamento no projeto Habilitar, em comunidades terapêuticas ou Centros de Atenção Psicossocial – CAPS (ad). Para isso, é necessário que participem de cursos de capacitação profissional promovidos pela Prefeitura de Corumbá.

 

O prefeito Ruiter explicou que a necessidade de criar um programa estendendo a atuação do Município no combate à dependência química surgiu de uma das visitas que ele fez ao Caps AD. “Muitas das experiências de recuperação de dependentes que vimos não tiveram mais sucesso porque as pessoas que se trataram ali, quando voltam para o seio familiar, não têm atenção necessária”, opinou.  “É preciso ter algo mais. Eles querem voltar a ser cidadão, a ser exemplo para a sua família e ele só vão ter essa oportunidade se justamente a gente abrir a porta para eles”, continuou.

 

A concessão da Bolsa-Auxílio será feita por meio de participação dos pacientes nos cursos ministrados pela Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio dos Centros de Referência da Assistência Social – CRAS e pelos Centros de Formação Profissional. Para evitar recaídas, os grupos de trabalhos a serem desenvolvidos pelas pessoas habilitadas após a conclusão dos cursos, não poderão envolver-se, em hipótese nenhuma, com substâncias psicoativas ou que possam levar a retomada do consumo de drogas.

 

Audiência

 

Os programas Re-Habilitar, Habilitar e Caps-Ad foram algumas das contribuições dadas pela Prefeitura de Corumbá para o enfrentamento e combate às drogas durante a audiência pública desta segunda-feira. Promovida pela Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, por meio dos deputados estaduais Eduardo Rocha (PMDB) e Paulo Duarte (PT), a audiência é uma oportunidade para a sociedade discutir as formas de combater o avanço do crack em Mato Grosso do Sul. O evento já ocorreu nos municípios de Campo Grande, Três Lagoas, Ponta Porã, Costa Rica, Bataguassu, Aparecida do Taboado e Brasilância.