Prefeitura e UFMS buscam cursos na área de saúde para Corumbá

Implantação de cursos acadêmicos na área da saúde na região de Corumbá (medicina, enfermagem, odontologia e farmácia bioquímica), junto à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Esse foi o principal tema da reunião realizada nesta terça-feira (15), no Hotel Nacional, entre o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e a reitora da instituição de ensino superior, Célia Maria Silva Correa Oliveira.

 

Durante o encontro, Ruiter entregou à reitora o ofício nº 067/2012/GP, onde elencou os muitos aspectos que justificam o pleito apresentado pelo Município. “A solicitação pauta-se na necessidade de formação profissional, além da fixação e interiorização do trabalhador em saúde na região, sobremaneira, médicos, enfermeiros, cirurgião dentista e farmacêutico bioquímico”, destaca.

 

O documento frisa também o atual cenário econômico e social alcançado pela região nos últimos anos. “Entendemos que, diante do processo desenvolvimentista em que Corumbá atualmente se insere e, também, levando-se em conta sua posição político-geográfica, torna-se premente que haja, por parte da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, implantação de cursos que atendam não só as necessidades locais, mas também que manifeste estar essa instituição em consonância com os anseios da sociedade corumbaense de ampliar seu universo cultural e seu acesso a novas tecnologias e conhecimentos”.

 

Outro ponto abordado pelo executivo corumbaense foi a implantação da Macrorregião de Saúde de Corumbá, que deve ser formalizada ainda nesta semana. “Cumpre ainda informar que após a análise técnica da Secretaria de Estado de Saúde e da visita técnica do Secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Luiz Odorico Monteiro de Andrade, houve manifestação de apoio técnico-institucional ao nosso pleito, bem como solidariedade aos nossos problemas e dificuldades, junto à fronteira”, continuou.

 

“Corrobora-se ainda, o fato de sermos o terceiro maior município em densidade populacional, fazendo fronteira conurbada com três cidades bolivianas que se utilizam diariamente dos serviços de saúde ambulatorial e hospitalar como a única opção de acesso á assistência em saúde na região e, ainda, contamos com uma população ribeirinha distribuída em aproximados 65 mil quilômetros quadrados”, reiterou o ofício, assinado pelo prefeito Ruiter e o secretário municipal de Saúde, Lauther da Silva Serra.

 

A Prefeitura apontou também os serviços de Alta Complexidade que estão sendo implantados na região, totalizando R$ 5.421.842,83 (cinco milhões, quatrocentos e vinte e um mil, oitocentos e quarenta e dois reais e oitenta e três centavos) de investimentos, acrescido de custeio do Ministério da Saúde. “Consoante ao fato nota-se que é imprescindível ampliarmos o nosso quadro de profissionais especializados na área da saúde, o que indubitavelmente leva-nos a necessidade de formação profissional para a região”.

 

“De nossa parte, poderemos auxiliar a UFMS com encaminhamentos técnicos e políticos para a futura implantação de um Hospital Universitário, assim como, a implantação do Departamento de Ciências da Saúde no Campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em Corumbá. Destarte, o município de Corumbá reúne todas as condições para traçarmos diretrizes, visando efetivarmos tal projeto”, finaliza o documento.