Prefeitura adquiriu 334 itens para hospital após convênio com a Vale

A Prefeitura concluiu o processo de compra dos equipamentos que vão modernizar a Santa Casa de Corumbá, maior hospital público da região pantaneira, responsável pelo atendimento da população corumbaense, ladarense e dos bolivianos que residem na faixa de fronteira. Os 334 itens, que totalizaram investimento de R$ 1.474.071,00, fazem parte do convênio assinado em dezembro do ano passado entre o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e a mineradora Vale.

 

O prazo contratual para entrega dos aparelhos é de 80 dias, mas a Prefeitura trabalha para reduzir esse prazo junto aos fornecedores, definidos por processo licitatório. “A concorrência permitiu que alguns equipamentos fossem comprados por um preço menor que o pesquisado anteriormente pela direção do hospital. Isso permitiu uma economia de mais de R$ 300 mil”, detalhou o secretário de Gestão Governamental, Cássio Augusto da Costa Marques.

 

O valor conveniado foi de R$ 1.780.000,00. “A diferença (R$ 305.929,00) também será aplicada no hospital. Agora o Executivo, a direção da Santa Casa e a Vale vão se reunir para definir a melhor forma de investir esse montante”, completou Cássio Augusto. Na mesma data, a mineradora também confirmou o repasse de R$ 300 mil para modernização da entrada da cidade. As obras, que receberão mais R$ 1,3 milhão em verbas próprias da Prefeitura, começam neste mês.

 

Equipamentos

 

Graças ao convênio, a Prefeitura adquiriu quatro monitores multiparamêtros, destinado a monitoração de sinais vitais, para uso em pacientes adultos e infantis; quatro aparelho de anestesia completo para cirurgias de média e alta complexidade; quatro cardioversores (desfibriladores); quatro mesas auxiliares semicirculares; quatro mesas auxiliares simples; uma mesa cirúrgica para alta cirurgia; e dois carro de emergência (carro móvel de parada cárdio-respiratória).

 

Também foram comprados quatro focos cirúrgico composto por base móvel com rodízio; uma mesa conjugada cirúrgica ortopédica elétrica; e uma mesa cirúrgica para alta cirurgia. Todos os materiais vão beneficiar o Centro Cirúrgico da Santa de Corumbá. Para o Centro de Terapia Intensiva (CTI) foram adquiridos: oito camas fawlers; doze monitores multiparâmetros (monitor multiparamétrico); quatro laringoscópio rígido adulto/infantil;

 

Doze cilindros de oxigênio portátil com capacidade de 7 litros; quatro laringoscópios rígidos de uso adulto/infantil; 12 cilindros de oxigênio portáteis; 12 Suporte para soro regulável; seis Carro maca hospitalar; 20 umidificadores para oxigênio; seis Aspirador Portátil (Aspirador cirúrgico); três oftalmoscópio; 14 bombas de infusão volumétrica; seis eletrocardiógrafo portátil de 3 canais; seis ventiladores pulmonares microprocessado, utilizado nos casos de insuficiência respiratória.

 

Foi possível ainda comprar outros itens para o CTI, como: sete carros de emergência; sete desfibriladores; 14 colchões para camas de leito; 40 cabos SPO2; 20 fluxômetros de ar comprimido; 20 fluxômetros de oxigênio; 12 válvulas redutoras para rede canalizada de oxigênio; 12 reanimadores manuais pulmonares (ambú) de uso adulto; e 50 fixadores para tubo endotraqueal.