Ruiter quer discutir conclusão da Transpantaneira durante o FAS

O Festival América do Sul 2012 deverá ser palco de um grande debate em torno da conclusão da Rodovia Transpantaneira, que ligará a região de Corumbá (MS) a Poconé (MT). Esta é a intenção do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) que, durante o lançamento do evento no Centro de Convenções do Pantanal, propôs ao governador André Puccinelli (PMDB) abrir espaço durante a nona edição do FAS, idealizado justamente para integrar os povos sul-americanos, para tratar de um tema considerado por ele como de extrema importância, e que vai permitir integrar definitivamente esta região ao Mato Grosso.

Ruiter lembrou que o Festival América do Sul nasceu com o propósito de integrar os povos latino-americanos, por meio da cultura, com a finalidade de "construir uma América mais forte, mais participativa, produtiva, em prol da melhoria da qualidade de vida da nossa gente". Observou que o formato desta nona edição apresentado pelo Governo do Estado, mostra que será um evento importante, "que retoma o propósito do festival, não pelas pessoas, pelos artistas que virão, mas sim pela diversificação cultural apresentada", ressaltou.

O chefe do executivo corumbaense destacou a parceria com o Governo do Estado na realização do Festival. Falou da honra que o corumbaense sente em sediar este evento, que torna a cidade o centro cultural da América Latina, principalmente por ser palco de um intenso debate voltado para a integração dos povos. Foi taxativo ao afirmar que esta integração passa também pela construção da Transpantaneira, uma "rodovia que vai ligar o Mato Grosso do Sul ao Mato Grosso, e que trará grandes benefícios ao povo pantaneiro, ao produtor rural", destacou.

Segundo Ruiter, o Festival será um momento importante para aprofundar as discussões em torno da Transpantaneira, uma rodovia que, na sua opinião, permitirá também a "ligação cultural com o Mato Grosso". Lembrou também o fato de Cuiabá (MT) ser sede de um dos grupos da Copa do Mundo de 2014, cuja ligação se tornaria mais fácil, caso esta obra fosse concretizada.

O FAS

Entre as atrações musicais, o festival apresentará Milton Nascimento, a banda Skank, Margareth Menezes, o grupo Sambo, Dino Rocha, Maria Margareth Escobar Ribas Lima e o escritor uruguaio Leonardo Garet. Vai ainda homenagear Heloisa Helena da Costa Urt e Badu. Terá ainda atrações regionais Giani Torres, Surfistas de Trem, Marcos Assunção, A Zaga e Osmar da Gaita, na música; Corpografia Brasileira e Mosaicos Urbanos, na dança, e nos teatro/circo, os espetáculos Tekoha – Ritual de Vida e Morte do Deus Pequena, A princesa Engasgada e Circo Micróbio.

O Festival da América do Sul conta com a participação de 10 países: Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. O evento é uma promoção do Governo de Mato Grosso do Sul, Prefeitura Municipal de Corumbá, e curadoria compartilhada do Memorial da América Latina. Conta com o patrocínio do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Correios e Telégrafos, Petrobras, Sebrae, Vale, e apoio do Moinho Cultural Sul-Americano e Museu de História do Pantanal.