Programa Corumbá mais Verde é apoiado pelo Viveiro Municipal

O programa Corumbá mais Verde abrange três subprojetos considerados importantes na cidade, Palmeiras Imperiais, Mancha dos Flamboyants e Arborização Urbana. Todos estão em andamento na cidade, com apoio do Viveiro Municipal que passa ser trabalhado também pela empresa contratada pelo Poder Executivo. A idéia é tornar o local auto-suficiente na produção de mudas de árvores nativas e ornamentais, como forma de dotar a cidade de uma arborização adequada, minimização problemas como calor, ruídos, poluição atmosférica e rajadas de vento, além de proporcionar embelezamento das praças e vias públicas.

A diretora da Funterra, Luciene Deová, lembra que, na arborização urbana, já foram feitos plantio de mais de 15 mil mudas de árvores no centro e bairros da cidade. Além da aquisição de mudas, a Prefeitura trabalha também a produção em seu viveiro, para assegurar o plantio ininterrupto, trabalho reforçado agora, com a contratação da empresa que será responsável pela arborização consciente e planejada no município, além de substituições e repovoamento de espaços públicos com mudas arbóreas, ajardinamento de praças, rotatórias, canteiros e demais áreas verdes urbanas.

As mudas de plantas ornamentais que vão reforçar o projeto são seis mil unidades de Azulzinha, seis mil de Vinca, seis mil de Russélia, seis mil de Icsória, seis mil de Icsória Amarela, seis mil de Moréia, além de 4.412 metros de grama esmeralda. A previsão é atender as rotatórias existentes na cidade, bem como os canteiros centrais e canteiros localizados nas esquinas centrais, com equipamentos de acessibilidade.

Levantamento da bióloga Marina Daibert, da Funterra, dá conta que, em 2011, a Prefeitura efetuou o plantio de cerca de 2,5 mil mudas em todo o perímetro urbano, atendendo inclusive solicitações da população, e também para atender as necessidades, conforme orientação dos técnicos da fundação. Foram plantadas Ipês (rosa, roxo, branco e amarelo), Oitis, Jacarandás, Sibipirunas, Patas de Vaca, Castanheiras, Barrigudas e Flamboyants, além de outras mudas ornamentais que contribuíram para o embelezamento da cidade.

"Estima-se que houve uma perda de, aproximadamente, 40% do total, devido ao vandalismo, falta de rega, pragas, dentre outros", revelou a bióloga, adiantando que a Prefeitura já está realizando a substituição. "É sempre importante lembrar que, sem a parceria da população, essas mudas não conseguem atingir o porte adulto e assim, desempenhar o seu papel que é proporcionar sombra, embelezamento, diminuição da temperatura, captação de CO2, entre outros benefícios", cobrou.