Prefeitura e Canarinho garantem transporte coletivo na zona rural

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e a empresa Canarinho garantiram nesta quarta-feira (28) a manutenção do transporte coletivo na zona rural da cidade. O serviço vai funcionar em caráter emergencial, enquanto a Prefeitura executa o processo licitatório específico para a área rural. A medida foi possível graças à readequação do valor da tarifa, que não era alterada desde 2002.

"Esses valores estavam defasados há 10 anos. Buscamos ajustar essa situação para que fosse possível o usuário continuar com o serviço e a empresa operar sem prejuízos", destacou Ruiter. Todos os valores propostos pela Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat) foram aprovados pela Canarinho e pelos representantes dos assentamentos durante reunião realizada nesta manhã no auditório da Prefeitura.

Os valores, que começam a ser praticados a partir do dia 09 de abril, levaram em consideração o trajeto, a planilha dos custos de operação e as propostas feitas pela empresa e usuários. "Esse tempo vai servir para que os usuários se interem sobre as novas tarifas, horários e itinerários dos ônibus, conforme o que foi combinado entre todas as partes", completou o prefeito de Corumbá.

Tarifa

Três linhas atendem a zona rural de Corumbá. Em duas delas os valores serão iguais para todo o percurso – antes a tarifa variava de acordo com o destino final do passageiro. No Taquaral a passagem vai custar R$ 4. Os valores praticados desde 2002 eram de R$ 1,60 para a Agrovila I; R$ 1,70 para a Agrovila II; R$ 2,40 para a Agrovila III; e de R$ 2,70 para o Paiolzinho. O percurso todo tem aproximadamente 65 quilômetros.

Na linha do Jacadigo, que atende o Tamarineiro, Paiolzinho, Carmo e São Pedrinho, a passagem passa a custar R$ 5,50. Os valores anteriores eram de R$ 2 para o Tamarineiro; R$ 2,70 para o Paiolzinho; R$ 2,70 para o Carmo; R$ 3,60 para o São Pedrito; e R$ 4,30 para o Jacadigo. Em cada viagem de ida e volta e ônibus percorre aproximadamente 90 quilômetros.

Por último, a linha que liga Corumbá ao distrito de Albuquerque passa a custar R$ 11 para quem tiver como destino o São Domingos, Maria Coelho, Mato Grande, São Gabriel e Albuquerque. Para o Urucum e o Lampião Aceso a passagem vai custar R$ 6,00. Já o deslocamento entre São Gabriel e Albuquerque ou Albuquerque São Gabriel vai custar R$ 3.

Trajeto

Conforme o que ficou decidido na reunião desta quarta-feira (28) o único trajeto que sofrerá alteração será o da linha Corumbá – Albuquerque. O ônibus vai seguir pela BR-262 até a entrada de Albuquerque. Três vezes por semana ele vai entrar até o assentamento Urucum. A empresa se comprometeu a fazer um estudo para ver a viabilidade de atender esse trecho mais vezes durante a semana.

Outra proposta apresentada pelas lideranças e acatada pela Canarinho trata da circulação do ônibus aos domingos. Durante um mês a empresa vai oferecer o serviço e avaliar a demanda. Nas outras linhas o trajeto será o mesmo executado nos últimos anos. A única alteração será no Jacadigo. O ônibus que deixava a cidade às 14h30 vai passar a sair às 15 horas, de acordo com a reivindicação dos usuários.