Prefeitura cobra engajamento de empreiteiras no combate a dengue

O secretário municipal de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos de Corumbá, Ricardo Campos Ametlla, cobrou mais engajamento das empreiteiras responsáveis pelas obras de saneamento e drenagem em vários pontos da cidade no combate ao mosquito Aedes aegypti. A água da chuva acumulada nesses locais acaba favorecendo a procriação do transmissor da dengue.

Durante reunião realizada nesta sexta-feira (20), da qual participou também o gerente regional da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Sérgio Philbois, Ametlla alertou que a fiscalização sobre essas obras será intensificada neste período de chuva. De acordo com o secretário, 85% dos problemas enfrentados pelo Município ocorrem em função da execução desses serviços.

O secretário também cobrou mais qualidade na recuperação das vias urbanas, exigência já reiterada diversas vezes pelo Município. A Prefeitura também solicitou que a Sanesul informe, até o dia 15 de maio, um novo cronograma de recuperação das ruas. Com base nesse documento, a Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos vai retomar o projeto de recapeamento, iniciado pela avenida General Rondon.

Dengue

De acordo com a Secretaria de Saúde, até a 15ª semana epidemiológica, Corumbá havia notificado 633 casos da doença, dos quais foram 65 confirmados. Somente na semana 15 foram 215 notificações. Todas as Unidades de Saúde da cidade estão preparadas para atender pacientes com sintomas da doença. A Prefeitura está tomando todas as providências necessárias no sentido de não deixar nenhum caso suspeito sem atendimento.

O Pronto Socorro Municipal também recebeu reforço de mais uma equipe diante do aumento das notificações nas últimas semanas. Além de estrutura para atendimento a pacientes, a Prefeitura também reforçando as ações de combate à dengue em bairros com índices alarmantes, como o Aeroporto, Popular Nova, Centro, Cristo Redentor e a Popular Velha.

Os agentes de endemias estão desenvolvendo ações preventivas e também de eliminação dos focos, com tratamento, serviço que deve ser ampliados a partir da entrada dos militares que reforçarão as equipes de campo. O combate à dengue está acontecendo também durante o período noturno, com aplicação de larvicida nos bairros com índices altos de infestação.