Povo das Águas atende ribeirinhos do alto Pantanal nesta sexta

A equipe do Programa Social Povo das Águas cumpre nesta sexta-feira (27), a penúltima etapa da 17ª edição da ação, atendendo famílias ribeirinhas que residem em regiões de difícil acesso, no alto Pantanal. Os trabalhos serão realizados na Escola Municipal Rural Pólo Porto Esperança, Extensão São Lourenço, na região da barra do São Lourenço, destinados às comunidades mais isoladas daquela localidade. Nesta sexta, o último porto visitado será o Novo Horizonte, cerca de 100 quilômetros da escola.

A ação Povo das Águas foi iniciada na última segunda-feira e será encerrada no sábado (28), quando a embarcação utilizada pela equipe da Prefeitura retorna a Corumbá. Na volta, serão atendidas as famílias que vivem no Tuiuiú, Piuval, e Capim Gordura, regiões já próximas à área urbana. Idealizado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), o programa é coordenado pela secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira. Conta com as participações das secretarias municipais de Assistência Social e Cidadania, Saúde e Educação; da Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário, e a Defesa Civil.

A ação está disponibilizando atendimentos médicos, odontológicos, sociais, educacionais e fisioterápicos às comunidades ribeirinhas, residentes em regiões de difícil aceso. Esta semana, as crianças estão também ganhando brinquedos, doados pela Receita Federal, além de doces.

Esta semana, a Prefeitura já realizou serviços no Porto Maracangalha em atendimento à comunidade da região de São Domingos. Na terça-feira, os trabalhos foram desenvolvidos no Porto do Zequinha, no Castelo, das 8h às 12 horas, e na Ilha Verde (Porto Laranjeira), região do Paraguai Mirim, das 14h às 17 horas. Teve sequência quarta-feira na extensão do Paraguai Mirim com atendimento às famílias ribeirinhas que residem no São Francisco, Bonfim, Mato Grande e Porto Chané. Os trabalhos aconteceram na Escola Municipal Rural Pólo Porto Esperança, Extensão do Paraguai Mirim. Na quinta, a ação beneficiou as comunidades do Amolar e da barra do São Lourenço.