Comunidade palestina celebra Dia da Terra com ato em Corumbá

Representantes da comunidade palestina celebraram no último sábado, em Corumbá, o Dia da Terra, data que lembra a morte de seis pessoas em 1976, durante uma manifestação contra a desapropriação de terras por Israel. Foi durante uma solenidade na sede da Associação Comercial e Empresarial de Corumbá (ACIC), que contou com as presenças dos prefeitos Ruiter Cunha de Oliveira, de Corumbá, e José Antônio Assad e Faria, de Ladário; do vereador campo-grandense dr. Jamal Mohamad Salem, que é presidente da Sociedade Árabe Palestino Brasileira no Mato Grosso do Sul, além de outras autoridades locais.

O evento foi organizado pela comunidade árabe palestina, colônia de grande representatividade em Corumbá. Segundo um dos idealizadores do ato, Omar Fares, que representa a sociedade local, o Dia da Terra, celebrado em 30 de março, simboliza "a luta dos povos palestinos contra as tropas de ocupação israelenses por invadir Galiléia". Segundo ele, é uma data também para mostrar a cultura palestina. E foi o que se viu no sábado à noite, após a solenidade no auditório da Associação Comercial. Reunidos, os palestinos mostraram um pouco da sua cultura, entre elas, a dança típica do país de origem.

O prefeito Ruiter Cunha destacou o sentimento de devoção dos palestinos e seus descendentes, na luta pela terra. Disse ser solidário à causa e enalteceu a força, garra e a determinação de "um povo que tem lutado por um Estado palestino livre e pleno de condições para o desenvolvimento de seu povo". Enalteceu a presença da comunidade em Corumbá que "contribuiu muito para a nossa cultura, nossa história, nossa tradição, desenvolvimento da nossa cidade". Disse acreditar que "Deus iluminará a construção de um Estado palestino soberano e harmonioso".

José Antônio também enalteceu a força do povo palestino que reside na região e disse sentir "orgulho de sua descendência árabe" pela perfeita convivência entre os dois povos em Corumbá e Ladário. Ruiter e José Antônio foram convidados por dr. Jamal para visitar a Palestina, terra que será sede, em breve, de um acampamento de jovens brasileiros, descendentes palestinos, que terão oportunidade de conhecer a cultura árabe. O ato foi encerrado com uma noite cultural com direito a muita música, dança e comida típica.