Alunos de programas educacionais recebem material didático

Os 360 alunos da Rede Municipal de Ensino de Corumbá, que participam dos programas "Se Liga" e Acelera Brasil", receberam nesta quarta-feira (11) o material didático que será utilizado no ano letivo de 2012. A entrega oficial foi realizada na escola municipal Djalma Sampaio Brasil, onde atualmente funcionam quatro turmas da iniciativa.

Os estudantes do programa "Se Liga", que busca alfabetizar os alunos dentro de um ano letivo, receberam cada um dois livros, o material dourado, alfabeto móvel e uma caixa de literatura contendo 30 livros. A mesma quantidade foi contemplada para os alunos do "Acelera Brasil", que é voltado para os que têm distorção idade/série. A distribuição dos materiais faz parte de um convênio entre a Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, com o Instituto Ayrton Senna.

Em Corumbá, o "Se Liga" é aplica em alunos de nove unidades escolares e o "Acelera" em oito, sendo que duas estão localizadas na zona rural da cidade. Os programas visam corrigir o fluxo escolar, tendo em vista o compromisso de educação para todos, meta do Ministério da Educação, Governo Federal.

O Acelera Brasil é um programa emergencial, de correção de fluxo do Ensino Fundamental. Ele combate a repetência que gera a distorção entre a idade e a série que o aluno frequenta e, também, o abandono escolar contribuindo para que o aluno, em um ano, alcance o nível de conhecimento esperado para a primeira fase do Ensino Fundamental, de maneira que possa avançar em sua escolaridade. Alunos chegam a realizar duas séries em um ano letivo, de acordo com seu aproveitamento, já que não se trata de promoção automática.

O Se Liga busca corrigir o fluxo escolar do Ensino Fundamental porque combate o analfabetismo nas primeiras séries, além de contribuir para a diminuição da evasão escolar. Em um ano, alfabetiza crianças que repetem, porque não sabem ler nem escrever, para que possam frequentar o Acelera Brasil e, depois, retornar à rede regular. Os alunos que repetem um ou mais anos são avaliados para checar seu nível de leitura e escrita. Caso não alcancem o desempenho desejado, entram no Se Liga. Em salas de, no máximo, 25 alunos, um professor da rede de ensino, devidamente capacitado, aplica a metodologia do Programa que, além da ênfase dada à leitura, oferece às crianças materiais específicos que facilitam e qualificam o aprendizado.