Ruiter diz que IFMS é importante para formação de profissionais

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) destacou na noite de terça-feira (20), a presença do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul na região. Segundo ele, representou o preenchimento de uma lacuna muito grande, "principalmente para municípios como os nossos, distantes dos grandes centros". O chefe do executivo corumbaense participou de ato no Centro de Convenções do Pantanal "Miguel Gómez" quando foi firmado novo convênio com a instituição ampliando o leque de atuação do estabelecimento de ensino, abrindo espaços inclusive para o servidor público municipal. Hoje, o Instituto Federal desenvolve suas atividades no Espaço Educacional, cedido pela Prefeitura, enquanto constrói sua sede própria em uma área doada pelo município, junto ao Centro Popular de Cultura, Esporte e Lazer e o Parque Urbano Nação Zumbí.

Durante o ato, o prefeito elogiou a equipe do IFMS que, a partir da instalação na cidade, mudou uma realidade, e que ao oferecer cursos profissionalizantes, está "capacitando a população para enfrentar o mercado de trabalho". O chefe do executivo destacou a abertura do curso técnico na área de Serviço Público que está disponibilizando vagas para servidores da Prefeitura, como também para a população em geral. "Isto é importante para que eles possam se aperfeiçoar e prestar um bom serviço. Quem ganha com isto é a população. Por isto que sempre apoiamos iniciativas como esta. A comunidade é que está ganhando com um serviço de maior qualidade", enfatizou.

Para a Prefeitura de Corumbá foram oferecidas 44 vagas. Ruiter lembrou que, desde o início da sua primeira gestão, uma das propostas foi investir no servidor, principalmente com relação a capacitação. Disse que o servidor tem que ser olhado de maneira diferenciada, com a oferta de cursos de capacitação e que, desta forma, terá condições de prestar um melhor serviço à população. Além disso, lembrou que a capacitação representa um ganho no salário. "São melhores remunerados. Não podemos deixar de recomnhecer estes servidores que buscam se capacitar", destacou, se referindo à política de valorização do servidor implantada sete anos atrás.

Evasão

O índice de evasão foi um assunto comentado pelo prefeito ladarense José Antônio. Lembrou que a USP, uma das principais universidades do País, tem uma média de evasão de 40%, enquanto o IFMS está com 18%. "Vamos reduzir este índice e melhorar a qualidade de vida do nosso povo e que as empresas venham para cá, no rastro do Instituto Federal", ressaltou, após lembrar que, na sua época de faculdade de engenharia em São Carlos (SP), "os professores já falavam da necessidade do Brasil formar técnicos, isto na década de 70", lembrou para destacar em seguida, o alto índice de aceitação dos cursos e que a Instituto está contribuindo para a "inclusão social e melhoria da qualidade de vida do nosso povo".