Prefeitura orienta os jovens corumbaenses sobre coleta seletiva

A Prefeitura de Corumbá dá sequência nesta terça-feira (13) às ações referentes ao projeto Coleta Seletiva nas escolas da cidade. O alvo agora serão os alunos dos estabelecimentos particulares que serão orientados, por meio de palestras e oficinas, sobre a importância dessa prática e os seus benefícios para a natureza. A palestra está a cargo da educadora ambiental da Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário (Funterra), Lenir Alencar Peinado.

A palestra de sensibilização para implantação da coleta seletiva em Corumbá vai atender os alunos do Colégio Salesiano de Santa Tereza. Será dividida em duas etapas. Na primeira, prevista para as 08 horas, o tema será abordado com os estudantes do nível fundamental. Após o recreio, será a vez dos jovens que frequentam o ensino médio. O encontro acontece no auditório da escola.

"Além das palestras, os alunos participam também de oficinas, onde aprendem a produzir pos mais diferentes tipos de artesanatos a partir de material reciclável", explicou Lenir. A educadora informou ainda que esta será a primeira escola particular a receber projeto. "Iniciamos este trabalho de orientação no ano passado e já atendemos as escolas municipais localizadas na área urbana, como também escolas estaduais", comentou, lembrando que esta etapa do projeto será concluída com a finalização das palestras nas escolas particulares e em algumas do Estado que ainda não foram cobertas.

A educadora faz parte da equipe de Educação Ambiental da Futerra que iniciou esta etapa do projeto da Coleta Seletiva em setembro. Além das palestras para estimular os alunos e, por consequência, a população, quanto ao interesse pela coleta seletiva de lixo, a Prefeitura está também promovendo oficinas onde os alunos aprendem a confeccionar bijuterias em papel, caixinha de presente, papel reciclado artesanal, caderno criativo e papelagem, entre outros produtos.

O projeto faz parte de uma estratégia do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) para preservação do meio ambiente. Para se ter uma ideia, em setembro de 2011, durante as comemorações do aniversário da cidade, o chefe do executivo corumbaense anunciou um pacote de obras no valor de R$ 102.947.884,83. São investimentos nos mais diferentes setores, inclusive no meio ambiente. Para o setor, estão sendo destinados R$ 2.820.001,70, sendo R$ 1,4 milhão aplicados na aquisição de equipamentos para coleta seletiva e tratamento de resíduos sólidos.

Coleta seletiva

A coleta seletiva é um sistema de recolhimento de materiais recicláveis como papéis, plásticos, vidros, metais e orgânicos, previamente separados na fonte geradora e que podem ser reutilizados ou reciclados. Funciona também como um processo de educação ambiental na medida em que sensibiliza a comunidade sobre os problemas do desperdício de recursos naturais e da poluição causada pelo lixo. Entre os benefícios estão a redução da exploração de recursos naturais; redução do consumo de energia; diminuição da poluição do solo, da água e do ar; prolongamento da vida útil dos aterros sanitários, possibilitando a reciclagem de materiais que iriam para o lixo e vários outros efeitos positivos ao meio ambiente.