Prefeitura e parceiros retomam campanha de conscientização social

A campanha de conscientização social, iniciada em novembro de 2011 pela Prefeitura de Corumbá e diversos órgãos e entidades parceiros, foi retomada nesta segunda-feira (05), após concluída a etapa de levantamento e cadastro do público alvo da ação. Coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência e Cidadania, a campanha tem o objetivo de destinar, de forma adequada, os moradores de rua, flanelinhas e pedintes aos programas de integração social, capacitação e geração de renda oferecidos pelas esferas governamentais.

"Quando uma pessoa dá esmola, ela não está ajudando essa pessoa necessitada. Pelo contrário, o doador acaba colaborando para que esse indivíduo permaneça na situação de vulnerabilidade em que se encontra", explicou o secretário Haroldo Ribeiro Cavassa, responsável pela Assistência e Cidadania de Corumbá. "Queremos oferecer para essas pessoas opções reais de poderem realizar um curso, uma qualificação, e possam buscar um lugar no mercado de trabalho e se reintegrarem à sociedade", complementou. Desde o primeiro encontro, importantes avanços foram conquistados pelo grupo.

"Fizemos o mapeamento das bolivianas que pedem dinheiro nas portas dos bancos, inclusive com a identificação de região de origem delas", pontuou Haroldo. Esse trabalho teve o apoio do Consulado da Bolívia em Corumbá. Convênios entre o Município e a Defensoria Pública também foram firmados e estão em plano funcionamento. Na reunião desta segunda-feira, foi decidida a realização de um seminário, onde serão apresentadas, elaboradas e discutidas novas propostas sugeridas ao Comitê.

"Precisamos trabalhar de forma integrada. Somar todas as secretarias da Administração Pública e demais agentes da sociedade", observou o subsecretário de Relações Institucionais, Lamartine de Figueiredo Costa. Representantes da Secretaria Especial de Integração das Polícias Sociais, de Educação, dos conselhos municipais de Assistência Social e Antidrogas, Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat) e da Polícia Militar também participaram da reunião. Um novo encontro está marcado para o dia 12, na Secretaria de Assistência, durante a manhã.

A campanha "Não dê esmola, dê dignidade!" deve ser apresentada na ocasião. A ocupação dos espaços públicos por pedintes, artistas de rua, guardadores de automóveis (flanelinhas) e até entidades beneficentes também será discutida. Membros da Defensoria Pública, Polícia Civil, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e do Conselho Municipal da Criança de do Adolescente (CMDCA) integram o comitê.