Comitê de Saúde da Fronteira é tratado com equipe do Ministério

A Prefeitura de Corumbá e parceiros apresentaram neste final de semana, a proposta de implantação do Comitê de Saúde da Fronteira, instrumento que visa oferecer uma melhor estrutura de atendimento às populações residentes em Corumbá, no Brasil, e nas cidades de Puerto Quijarro, Puerto Suarez e El Carmen, na Bolívia. Foi durante um encontro organizado pela Secretaria de Saúde do Município com representantes do Ministério da Saúde, Câmara dos Deputados Federais, Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde, Conselho Estadual e também da Secretaria Estadual de Saúde.

O projeto do Comitê de Saúde começou ser formatado em janeiro, durante encontro em Corumbá com as participações de representantes da Secretaria de Saúde, da Fiocruz, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), e da Rede de Saúde Pública da Província de German Busch (Bolívia). No sábado, o assunto foi amplamente debatido no encontro organizado pelo secretário Lauther Serra, com as presenças do secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Luiz Odorico Monteiro de Andrade; do Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde, Raul Molina; deputado federal pelo Ceará, João Ananias; presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de MS, Frederico Marcondes Neto, além de outras autoridades.

Lauther considerou a reunião de extrema importância para conquistar o apoio do Ministério da Saúde, visando a implantação do Comitê, seguindo os mesmos caminhos de Ponta Porá, cidade sul-mato-grossense que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai, beneficiada por um sistema integrado de saúde, desenvolvido pela Fiocruz. O coordenador da Fundação Oswaldo Cruz em MS, médico sanitarista Rivaldo Venâncio da Cunha, e o técnico Antonio Flávio Ferraz, participaram do evento e apresentam a experiência bem sucedida de Ponta Porã e que deve sem implantada em Corumbá.

Os participantes do encontro conheceram também a realidade das cidades bolivianas. Os últimos levantamentos dos índices de infestação predial do Aedes aegypti, transmissor da dengue, realizados em Puerto Suarez, Puerto Quijarro e Arroyo Concepción, foram apresentados, causando preocupação ás autoridades visitantes que, no domingo, tiveram a oportunidade de conhecer a realidade de Quijarro, visitando o Hospital Príncipe da Paz.

O encontro teve participação também do secretário de Gestão Governamental da Prefeitura, Cássio Augusto da Costa Marques; do presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de MS, Frederico Marcondes Neto; do representando da Gerência de Salud da Província de German Busch (Bolívia), Fabio Vargas; do coordenador do Curso de Mestrado em Estudos Fronteiriços da UFMS, Edgar Costa; do representando da Secretaria Estadual de Saúde de MS, Wagner Aparecido da Silva; da presidente do Conselho Municipal de Saúde, Lucia Helena Coelho; do subsecretário de Relações Institucionais, Lamartine de Figueiredo Costa, além de outras autoridades e técnicos da prefeitura.