Centro oferece atendimento a portadores da doença falciforme

Parceria entre a Prefeitura de Corumbá, a Apae e a Associação Corumbaense das Pessoas com Doenças Falciformes (Acodfal) viabilizou a formação do Centro de Atendimento aos Portadores da Doença Falciforme. O Município, por meio da Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais e da Secretaria de Saúde, oferece médico e dentista especializados para este atendimento.

A Apae cedeu o prédio e a infraestrutura necessária para a equipe médica, enquanto a Acodfal realiza a busca e o cadastramento dos pacientes. A implantação do Centro de Atendimento foi proposta durante o I Colóquio sobre a Doença Falciforme, promovido pela Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais, por meio da Gerência de Promoção da Igualdade Racial, agosto de 2011.

Em Mato Grosso do Sul, os dois hospitais referências no atendimento aos portadores de anemia falciforme ficam em Campo Grande. A Prefeitura de Corumbá disponibiliza transporte e deslocamento interno dos pacientes, serviço que atende a todos os pacientes que precisam de especialidades ainda não disponíveis no município. Com a implantação do Centro, o objetivo é reduzir a necessidade das viagens até a Capital do Estado.

A doença falciforme é genética e de grande incidência no Brasil. Salvador tem a maior incidência do país, sendo um bebê a cada 650 nascidos vivos, o que representa em média 65 crianças por ano. O diagnóstico precoce, acompanhamento regular com equipe de saúde, além de suporte social podem reduzir muito e até evitar os agravos e complicações da doença.