Bicicletas motorizadas não serão apreendidas ou recolhidas

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) determinou à Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat) o não recolhimento das bicicletas motorizadas, também conhecidas como ciclomotores. A fiscalização repreensiva começaria nesta quinta-feira (1º), conforme o convênio firmado entre a Agetrat e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MS). A suspensão do prazo, segundo o prefeito, é uma medida social que vai atender exclusivamente a população mais carente da cidade.

"Praticamente todas as pessoas que utilizam estes veículos não teriam condições financeiras de se adaptar à legislação neste momento. Exigindo isso, estaríamos penalizando essa parcela da população que necessita do meio de transporte em seu dia a dia", justificou Ruiter. O Município estuda uma alternativa para regularizar a situação desses veículos e seus condutores. Com este objetivo, a Agetrat está cadastrando, a partir de hoje, os usuários e proprietários de ciclomotores.

Eles devem procurar a Agetrat, localizada na Rua Colombo, 1.733 – Centro, munidos de nota fiscal do veículo, cópia do RG ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e comprovante de residência. Paralelamente ao cadastro, a agência também vai promover a orientação desses condutores. A importância da utilização de equipamentos de segurança, principalmente do capacete, e a proibição de menores de idade conduzindo esses ciclomotores, serão os principais temas abordados.