Sandálias de Frei Mariano é a atração desta quarta em Corumbá

Sandálias de Frei Mariano é o primeiro bloco a passar pela avenida na semana de abertura do carnaval de Corumbá, reconhecido como o melhor do centro-oeste brasileiro. A descida acontece nesta quarta-feira (15), por volta às 20 horas, ao som de muito samba e as antigas marchinhas carnavalescas. A concentração está marcada para as 18 horas, na Rua América, em frente ao Hotel Nacional.

Quem ainda não adquiriu sua camiseta, ainda há tempo. As últimas unidades podem ser encontradas na Casa de Cultura Luis de Albuquerque (ILA), sede da Superintendência de Cultura, ligada à Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal da Prefeitura Municipal. Está sendo vendida ao preço de R$ 10,00. A procura foi grande principalmente após ter sido anunciado que, este ano, o bloco homenageia sua idealizadora, Heloisa Helena da Costa Urt, falecida em novembro de 2011. A camiseta estampa a imagem de Helô, ex- diretora-presidente da Fundação, correndo atrás de Frei Mariano ‘xispando' definitivamente o azar.

O bloco foi criado em 2006. A princípio, contava apenas com servidores municipais. Foi uma forma de brincar com uma das lendas mais fortes do Pantanal sul-mato-grossense, as sandálias do Frei Mariano que, acusado de não pagar o relógio da igreja que acabara de construir, em 1887, vingou-se rogando uma praga contra os moradores de Corumbá. Expulso, ele enterrou suas sandálias em lugar incerto, afirmando que a cidade somente retomaria o desenvolvimento quando elas fossem desenterradas.

O bloco entra pela sétima vez na avenida. Já se tornou uma tradição na cidade. A concentração está marcada para a Rua América, em frente ao Hotel Nacional, a partir das 18 horas. A descida acontece às 20 horas, pela Frei Mariano, até a Avenida General Rondon.

A letra do samba-enredo é a seguinte:

A turma do diz que me diz que

Diz/ que Frei Mariano

Enterrou suas sandálias

E azarou Corumbá – vôte!

Mas como praga de urubu

Não / mata cavalo

As sandálias de Frei Mariano

É carta fora do baralho

Fora com o chulé do padre!

Fora com o azar!

Hoje eu quero é folia

Hoje eu quero rosetar

Vôte, vôte, vôte, vôte!

Chispa, chispa, chispa!

Vôte, vôte, vôte, vôte!

Chispa, chispa, chispa, VÔTE!