Ruiter abre Jardim da Folia e Corumbá resgata mais uma tradição

Corumbá está revivendo um momento muito especial com o Jardim da Folia, uma estrutura montada pela Prefeitura Municipal na Praça da Independência, com direito a bailes populares ao som das antigas marchinhas carnavalescas, como também pierrôs, colombinas, palhaços e as pastorinhas, figuras carimbadas dos antigos carnavais, além de inúmeras outras atrações. A abertura foi na noite deste sábado, com a presença do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), que definiu o momento como o resgate de uma cultura, um evento que glorifica ainda mais a população corumbaense e que foi uma tradição no passado.

Acompanhado da primeira dama e secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, e dos dois filhos, o prefeito chegou à Praça da Independência e, de imediato, observou uma inovação: em todos os acessos ao local, a Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal implantou decorações da época, simbolizando portais de entrada da praça. Lembrou a ex-presidente da Fundação, Heloisa Helena da Costa Urt, falecida em novembro de 2011, idealizadora do Jardim da Folia e grande defensora do resgate da cultura e da história corumbaense.

"Com certeza ela (Helô) está lá em cima, com sua luz, ajudando fazer o carnaval corumbaense", disse Ruiter, numa clara referência ao Jardim da Folia, que está permitindo resgatar um pouco da história dos antigos carnavais, e que está também servindo de espaço para a família corumbaense, adultos, jovens, adolescentes e crianças, "tudo isso dentro da estrutura do nosso carnaval. Quem vem se encanta com a nossa cidade. Estamos fazendo um carnaval para a família", destacou.

O chefe do executivo corumbaense fez questão de agradecer todos os parceiros da Prefeitura que estão contribuindo para a cidade viver o melhor carnaval das últimas décadas. Lembrou o bom momento, inclusive com a cidade sendo reverenciada na principal passarela do samba do mundo, o sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro que, no próximo sábado, será palco da apresentação da Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo, que homenageia Corumbá. "O povo corumbaense merece tudo isso", completou.

Ruiter elogiou toda a equipe da Fundação de Cultura e Turismo, destacando a abertura do Jardim da Folia como um momento especial, "idealizado por uma grande companheira, a Helô". Aproveitou a oportunidade para destacar a importância de se fazer novamente um grande carnaval, com muita paz.

Ao descer do palco, o prefeito e o público que lotou o Jardim, foram recepcionados com uma bela apresentação dos palhaços, pierrôs, colombinas, pastoras, portas estandartes dos cordões carnavalescos, grupo de frevo e dois bonecos gigantes. Estavam sendo liderados pela Corte de Momo e ao som de ‘Ó abre alas' com a banda Trovão Azul, pedindo passagem para passar pelo local, um pedaço da rica história dos antigos carnavais que, até o dia 21 de fevereiro, poderá ser presenciado com ênfase na Praça da Independência, o Jardim da Folia corumbaense.