Puerto Suarez segue exemplo de Corumbá na luta contra a dengue

Com índices de infestação predial alarmantes, as autoridades ligadas à Rede de Saúde Pública da Província de German Busch estão programando um grande mutirão de limpeza na cidade boliviana de Puerto Suarez, para evitar uma epidemia de dengue. É o que informa Fábio Vargas, da Coordenadoria de Endemias e Zoonoses da Província que está em entendimentos com integrantes da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Corumbá, para oficializar apoio aos trabalhos que serão desenvolvidos naquela localidade.

Levantamento de Índice Amostral (LIA), semelhante ao Levantamento de Índice Rápido de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa), executado no Brasil, apontaram que Puerto Suarez está com índices de infestação do mosquito de 18,82%, considerado de alto risco. O levantamento foi realizado em 744 imóveis localizados em 14 bairros daquela cidade. Em um deles, Victória, a incidência foi de 64,71%. Os maiores responsáveis pela alta incidência, a exemplo de Corumbá, são os reservatórios a nível de solo, com 62,7%, seguido depósitos móveis (vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais, entre outros), com 15,7%, e pneus e outros materiais rodantes, com 14,5%.

O LIA foi realizado por uma equipe ligada ao setor de saúde de Puerto Suarez e soldados do exército boliviano, que foram capacitados por técnicos da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Corumbá, atendendo solicitação das autoridades bolivianas. A coordenadora geral do órgão, médica veterinária Viviane Ametlla , informou que a situação em Puerto Suarez "é preocupante" e que há necessidade de uma ação intensa para acabar com os focos, no sentido de se evitar uma epidemia.

Viviane se reuniu com Fábio Vargas, passando as informações coletadas no LIA e trataram de questões relacionadas ao mutirão de limpeza. Fábio informou que a ação será imediata e que o médico Esthelwaldo Justiniano, da Rede de Saúde Pública da Província de German Busch, já está em entendimentos com o Exército e as autoridades locais, para envolvimento de todos os setores na questão.

"Vamos realizar um grande mutirão, como é feito em Corumbá, para limpeza total da cidade. Temos que ser mais agressivos e eliminar os focos", disse Fábio, cobrando a participação de toda a comunidade de Puerto Suarez, inclusive para campanha de conscientização da população. Viviane adiantou que a Prefeitura dará apoio ao trabalho na cidade boliviana, principalmente pelo fato de Corumbá estar localizada na fronteira, e que corre riscos semelhantes, caso ocorra uma epidemia na província boliviana.

Outra informação é que a Prefeitura de Corumbá aguarda um comunicado das autoridades de saúde de Puerto Quijarro, cidade boliviana localizada também na fronteira, para capacitar uma equipe visando realização do Levantamento de Índice Amostral também naquela localidade. A princípio, o LIA estava marcado para este sábado, dia 25 de fevereiro. "Estamos dando total apoio. São duas cidades que estão próximas a Corumbá e todos os cuidados devem ser tomados", explicou Viviane. Para se ter uma idéia, na área urbana corumbaense, nas primeiras sete semanas epidemiológicas, já foram notificados 30 casos. Desses, 10 já tiveram diagnósticos negativos.