Prefeitura conta com equipe para retirada de enxames na cidade

Região apropriada para a cultura da apicultura, é comum a área urbana de Corumbá ser ‘invadida' por enxames de abelhas que acabam se instalando em imóveis residenciais, escolas, comércios, troncos de arvores e até mesmo em postes do sistema de energia e iluminação pública. Quando isso acontece, as preocupações são imensas para a comunidade, que corre riscos de ser atacada por abelhas e até mesmo marimbondos.

Para combater este problema, a Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Agropecuário (Funterra) conta com uma equipe capacitada parra fazer a retiradas e remoção dos enxames para outros lugares apropriados, com total segurança e, no caso das abelhas, ainda reforça a cadeia produtiva do mel no município corumbaense. É o que informa a diretora-presidente da Funterra, bióloga Luciene Deová que, dias atrás, acompanhou uma ação do grupo que retirou um enxame de abelha de um imóvel, conduzindo-o até uma propriedade rural, onde se pratica a apicultura.

O trabalho é desenvolvido por uma equipe ligada à Superintendência de Desenvolvimento Agropecuário e tem total apoio da diretora-presidente da Funterra, principalmente pelo fato de que a estratégia é fortalecer a cadeia produtiva do mel e, ao mesmo, preservar o meio ambiente, mantendo as abelhas e até mesmo os marimbondos vivos. Se for abelha, o enxame é entregue a um apicultor local. Mas, se for marimbondo, após retirado da área urbana, é solto na natureza, na zona rural.

A equipe é composta pelos agrônomos Sérgio Horita e Luis Aurí Pereira, biólogo Miroslav Tyemeljkovitch e pelo auxiliar técnico Romualdo Florentino Filho. "O trabalho exige muito cuidado. A equipe tem que estar bem equipada, com roupas especiais, para fazer a retirada do enxame de forma segura, garantindo a sua instalação em uma das propriedades rurais da região, sem causar danos, garantindo a continuidade da produção do mel", diz o gerente de Assistência Técnica da Fundação, Marcelo Roberto Wanderley Filho.

Ele lembra que a Prefeitura disponibiliza este programa para a população urbana desde a primeira gestão do prefeito Ruiter Cunha. Para solicitar o serviço, basta ligar para o número 3907-5342, ou mesmo comparecer à sede da Funterra, na Rua 13 de Junho, nº 1457 (antiga escola Antônio Maria Coelho), entre as ruas 7 de setembro e Major Gama.