Voo para Corumbá pode mudar de horário para beneficiar turismo

O vôo de Campo Grande para Corumbá, atualmente realizado diariamente, pode mudar de horário para atender os turistas que buscam o Pantanal Sul-mato-grossense. Na semana passada, o diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Rodolfo Assef Vieira, se reuniu com a diretoria da Trip, empresa que opera no trecho, para discutir o tema.

"Hoje o voo sai da Capital às 12 horas. Mas as conexões que partem do Rio de Janeiro e São Paulo chegam ao Aeroporto de Campo Grande por volta das 11h40. Ou seja, já sem tempo para seguir para Corumbá. Por isso muitos grupos, principalmente de pesca, optam por vir de ônibus, o que aumenta o tempo da viagem em quase sete horas", explicou Rodolfo.

A proposta, defendida também pelas operadoras de turismo da cidade, é de que o avião decole um pouco mais tarde, por volta das 12h40. O coordenador de tráfego aéreo de Mato Grosso do Sul, Fabrício Correia, e a diretora-presidente da Fundação de Turismo do MS, Nilde Brum, também participaram do encontro, realizado em Curitiba, sede da Trip.

O valor da tarifa aérea foi outro assunto discutido na reunião. "Pedimos que mais promoções sejam realizadas pela empresa, permitindo desta forma maior acesso da população a este transporte", justificou Rodolfo, que ainda tratou com a empresa a possibilidade dela voltar a operar com o jato da Embraer na região. O avião é maior e mais confortável para os passageiros.

Outro tema tratado foi a escala que o aeronave faz em Bonito às quintas-feiras e domingos, antes de chegar a Corumbá. A pouca demanda de usuários estaria prejudicando o trade turístico do município. "Os diretores da Trip foram extremamente receptivos a nossas demandas e prometeram estudar alternativas para fortalecer sua operação na cidade", concluiu o diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal.

Dados da Superintendência da Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária) em Corumbá apontam que o fluxo de passageiros no Aeroporto Internacional da cidade cresceu 13,53% em 2011, se comparado com os doze meses do ano anterior. Foram 27.499 passageiros desembarcando na cidade no ano passado, contra 24.423 em 2010.

A estatística levou em consideração apenas o movimento relacionado a embarque e desembarque de passageiros em voos regulares, excluindo pousos e decolagens de aeronaves militares, de helicópteros, transporte de cargas ou voos fretados. A Infraero registrou 814 procedimentos de pousos e decolagens feitos durante todo o ano passado.