Saúde faz ação educativa em bairros com altos índices de dengue

Equipes da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Corumbá iniciam nesta sexta-feira (20), um trabalho educativo nos bairros com altos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, como parte da mega ação desencadeada no final do ano passado, estratégia para conter a doença durante o verão, período chuvoso, considerado apropriado para proliferação do mosquito. As duas primeira localidades atendidas serão a Popular Nova e Nossa Senhora de Fátima.

A ação educativa será desenvolvida por integrantes do setor de educação em saúde do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), trabalhadores contratados pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos, além de soldados do Exército Brasileiro, que, juntos com os agentes de endemias, já participam da mega ação na cidade, para combater a proliferação do mosquito.

O grupo terá apoio da Guarda Municipal, da Escola Izabel Correa e da Unidade de Saúde Breno de Medeiros. Estão programadas ações educativas e informativas, dirigidas à comunidade da Popular Nova (pedestres, professores, alunos, profissionais de saúde, crianças e a população em geral). Estão previstos pedágios itinerantes iniciando no cruzamento das ruas Edu Rocha e Paraná, na Popular Nova, com Apoio do Supermercado Panoff, que irá anunciar em tempo real, dentro e fora do estabelecimento, que o bairro apresenta índices alarmantes de infestação do Aedes aegypty, principalmente nos depósitos de água ao nível de solo, como também na Major Gama com a Duque de Caxias, no Nossa Senhora de Fátima, com apoio da empresa Bell Frios.

A equipe terá apoio de um caminhão para recolher resíduos retirados do local, como pneus, garrafas e outros que possam acumular água. Com slogan "Sempre é hora de Combater a Dengue", a equipe da Saúde quer sensibilizar os moradores dos bairros com índices altos, começando pela Popular Nova, nesta sexta, e atingindo outras localidades na próxima semana. A campanha vai ressaltar a necessidade de manter hábitos simples, como limpar calhas, caixas de água e recolher o lixo.

A ação faz parte da estratégia adotada pela Prefeitura após a realização do último Levantamento de Índice Rápido de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa) que apontou incidência de infestação predial pelo mosquito transmissor da dengue de 2,04% na área urbana de Corumbá. Treze localidades estão merecendo preocupação por parte do Poder Público: Popular Nova com 6,90%; Nossa Senhora de Fátima com 6,45%; Guarany com 3,70%; Centro América com 3,57%; Guató com 3,03%; Universitário com 2,41%; Maria Leite com 2,25%; Centro 1 (da Rua Edu Rocha até a Rua Antonio Maria) com 2,23%; Aeroporto com 2,22%; Cristo Redentor com 2,00%; Dom Bosco com 1,92%; Centro 2 (da Rua Antonio Maria à Rua Albuquerque) com 1,42%, e Popular Velha com 1,12% de infestação. São índices acima do aceitável pelo Ministério da Saúde que é de até 1,00%.

O levantamento apontou também que os principais responsáveis são os depósitos de água localizados em nível de solo com 76,7%; depósitos fixos (calha, lage, ralos, sanitários em desuso, etc.), com 13,3%, e os depósitos móveis (vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais, etc.), com 10,00%. Todos estão localizados no interior das residências e, por isto mesmo, há necessidade de uma maior conscientização por parte dos moradores dos bairros que estão com índices acima do aceitável pelo Ministério da Saúde.