Investimento de R$ 1,6 milhão vai modernizar entrada da cidade

Principal acesso a Corumbá, a avenida Nelson Chamma, localizada entre a BR-262 e a avenida Gaturama, será totalmente modernizada pela Prefeitura. Além de reordenar o trânsito na região, garantindo maior segurança e conforto a motoristas e pedestres, as obras vão possibilitar aos turistas que chegam à cidade passarem por dentro do portal de entrada do município. Hoje a entrada é realizada pelo entorno da edificação por questões de segurança.

O projeto, que já está em fase de licitação, está orçado em R$ 1,6 milhão. Ao todo, serão feitas três grandes intervenções na rodovia. Na frente do Parque de Exposições Belmiro Maciel de Barros será construído uma grande rotatória, permitindo a entrada ao local sem restringir o tráfego na BR-262. Alguns quilômetros depois, já no portal da cidade, a via será duplicada nos dois sentidos, extinguindo a rotatória existente ali.

"Isso vai solucionar esta questão urbanística, que era a do portal. Depois das obras, todos os veículos que chegarem ao saírem da cidade vão passar por dentro do portal, dando um outro aspecto à viagem", detalhou o secretário de Gestão Governamental, Cássio Augusto da Costa Marques. As mudanças não vão interferir no acesso à vizinha Ladário. "A entrada para cidade pela BR-262 será preservada, mas com uma outra dinâmica".

Segundo o projeto, os veículos que chegarem à região pela rodovia poderão entrar em Ladário pelo mesmo trajeto feito hoje. Já quem for deixar o município deverá fazer o retorno na rotatória que será construída no cruzamento da Gaturama com a avenida Senador Paulino Lopes da Costa, local por onde trafegam os caminhões carregados de minério com destino ao Porto de Corumbá. "Esta terceira rotatória vai ordenar o fluxo no local, por onde trafegam veículos de grande porte", continuou Cássio.

Outra grande mudança vai ocorrer na avenida Nossa Senhora da Candelária. Ela será a única entrada para quem chega a Corumbá de carro ou ônibus. O trecho da Gaturama até a avenida Albuquerque será exclusivo para quem seguir no sentido aposto. No encontro da Candelária com a avenida Rio Branco, a Prefeitura pretende construir um mirante que vai oferecer vista total ao Pantanal. "Também já estamos buscando recursos para viabilizar este outro projeto", adiantou o secretário de Gestão Governamental.

Na frente do Campus do Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e da Escola Municipal Delcídio do Amaral, ambas localizadas na Rio Branco, serão construídas faixas de pedestres elevadas, que vão garantir maior segurança para alunos e funcionários das duas instituições. O projeto foi realizado pela Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetrat) e pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos.

"Desses 1,6 milhão, o Município vai arcar com mais de 80% das obras com recursos próprios, incluindo o dinheiro arrecado com a aplicação das multas de trânsito durante o ano de 2011", explicou o diretor-presidente da Agetrat, Gerson Moraes. Os outros R$ 300 serão repassados pela Vale, por meio de convênio assinado em dezembro entre o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e o diretor do Departamento de Ferrosos Centro-Oeste da mineradora, Alexandre Campanha.

"Além disso, a Vale também vai construir uma outra rotatória na BR-262, na saída da mina de Urucum. A obra até já foi autorizada pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes)", afirmou Campanha na época. No mesmo ato, a mineradora repassou outros R$ 1,7 milhão para a Santa Casa de Corumbá. Os recursos serão utilizados para aquisição de equipamentos para o CTI (Centro de Tratamento Intenso) e o Centro Cirúrgico.