Autoridades levantam situação para implantar um comitê de saúde

Autoridades ligadas ao setor de saúde pública iniciam na própria terça-feira (17), um levantamento minucioso dos serviços disponibilizados nas cidades de Puerto Quijarro, Puerto Suarez (ambas na Bolívia) e Corumbá (Brasil), para instalação de um comitê de saúde na fronteira. O assunto foi amplamente debatido em Corumbá no início da semana, com as presenças inclusive de dois especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Rivaldo Venâncio da Cunha e de Antonio Flávio Ferraz, com o também de pessoas ligadas à Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Corumbá; da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), e da Rede de Saúde Pública da Província de German Busch (Bolívia).

No dia 17, o grupo, formado por técnicos da Secretaria de Saúde de Corumbá e da Universidade Federal, vai conhecer a realidade da saúde boliviana. Estão programadas visitas em Puerto Quijarro, a partir das 08 horas, no Hospital Príncipe da Paz, assim como na unidade Pro Salud e no Centro de Salud San José. À tarde, a partir das 14 horas, a equipe estará em Puerto Suares, visitando o Hospital San Juan de Dios e o Centro Integral de Diagnostico San Juan de Dios. Todos estarão municiados de documentos encaminhados pela Fiocruz, para o levantamento. A visita contará ainda com a presença do especialista Antonio Flávio Ferraz, um dos responsáveis pela implantação do comitê de saúde na fronteira na região de Ponta Porã, e que atende Pedro Juan Caballero e outras cidades paraguaias próximas.

Estão programadas visitas também no Hospital de Corumbá, bem como no Pronto Socorro Municipal. Isto acontece no dia 18, quarta-feira, quando as autoridades bolivianas conhecerão a realidade local, um quesito apontado por Antônio Flávio, como fundamental para melhoria dos serviços na rede de saúde na região de fronteira. O trabalho será concluído com uma reunião técnica no Hospital de Corumbá, no final da manhã de quarta.

Vão estar participando das visitas, além de Antônio Flávio, a subsecretaria de Saúde, Maria Antonieta Sabatel; coordenador geral de Atenção em Saúde, Eduardo Lasmar Pacheco, e coordenadora geral de Vigilância em Saúde, Viviane Ametlla, além de outros integrantes da pasta de Saúde da Prefeitura, como também Edgar Costa, da UFMS, responsável pelo programa estudos fronteiriços; médico Esthewaldo Justiniano e pelo técnico Ronald Vargas, ambos da Rede de Saúde da Província de German Busch, e outras autoridades bolivianas.